Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Mais de 450 estudantes da Uefs estão sem receber pagamento de bolsas da Capes, diz instituição

Mais de 450 estudantes da Uefs estão sem receber pagamento de bolsas da Capes, diz instituição

Mais de 450 estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), que fica a cerca de 100 quilômetros de Salvador, estão com o pagamento atrasado de bolsas concedidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A informação foi divulgada nesta quarta-feira (27) pela instituição.

De acordo com a Uefs, os bolsistas fazem parte do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa Residência Pedagógica (PRP). Os programas de iniciação à docência integram a Política Nacional de Formação de Professores e visam promover a inserção de licenciandos nas escolas da educação básica, através de um termo de cooperação técnica entre a Capes e as instituições de ensino superior do país.

A instituição explicou que a liberação do pagamento das bolsas está condicionada à aprovação do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 17/21 que destina R$ 43 milhões para o pagamento de 60 mil bolsistas da educação básica. A votação está prevista para acontecer nesta quarta-feira (27), em Brasília.

Segundo a professora doutora Célia Regina Batista dos Santos, coordenadora do programa Residência Pedagógica da Uefs, o pagamento das bolsas é feito até o dia 10 de cada mês. No entanto, já são 16 dias de atraso. Ela disse que a expectativa é que o projeto seja aprovado logo para que os estudantes não fiquem ainda mais prejudicados.

Já a coordenadora do Pibid, professora doutora Jaqueline Grilo, destacou que a bolsa da Capes é a única fonte de renda de muitos estudantes, que utilizam o valor de R$ 400 para garantir a permanência nas universidades e ainda ajudar as famílias.

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS