Lula deve nomear nomes de ministros nesta sexta-feira

LISBON, PORTUGAL - NOVEMBER 19: Brazilian President-Elect Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) gestures while delivering remarks to members of organizations in the Brazilian community that supported him in the election, at Iscte – Instituto Universitario de Lisboa, on November 19, 2022, in Lisbon, Portugal. Luiz Inácio Lula da Silva, known as Lula, is a Brazilian politician, trade unionist, former metalworker and a member of the Workers' Party, was the 35th president of Brazil from 2003 to 2010. After winning the 2022 Brazilian general election, he will be sworn in on January 01, 2023, as the 39th president of Brazil, succeeding Jair Bolsonaro. (Photo by Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images)
LISBON, PORTUGAL - NOVEMBER 19: Brazilian President-Elect Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) gestures while delivering remarks to members of organizations in the Brazilian community that supported him in the election, at Iscte – Instituto Universitario de Lisboa, on November 19, 2022, in Lisbon, Portugal. Luiz Inácio Lula da Silva, known as Lula, is a Brazilian politician, trade unionist, former metalworker and a member of the Workers' Party, was the 35th president of Brazil from 2003 to 2010. After winning the 2022 Brazilian general election, he will be sworn in on January 01, 2023, as the 39th president of Brazil, succeeding Jair Bolsonaro. (Photo by Horacio Villalobos#Corbis/Corbis via Getty Images)

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva deve anunciar nomes de ministros já nesta sexta-feira (9/12). Após reunião com o diretório do partido, Gleisi confirmou a informação: “Ele [Lula] apenas nos disse que pretende anunciar alguns ministros amanhã”.

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Múcio Monteiro é o favorito para o Ministério da Defesa. O nome estava sendo ventilado para o cargo desde o início da transição. Fernando Haddad, que hoje conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, também será anunciado como chefe do Ministério da Fazenda.

Na Justiça, o favorito é o senador eleito Flávio Dino (PSB), que esteve com Lula nesta quinta. Já para a Casa Civil, a aposta dos aliados de Lula é que seja o governador da Bahia, Rui Costa, que também se reuniu com o presidente eleito durante a semana.

Nos bastidores, a senadora Simone Tebet (MDB) trabalhou para garantir a aprovação da PEC da Transição no Senado, na quarta-feira (7/12). Com isso, a pressão para que o governo eleito abra espaço em um ministério para a parlamentar aumentou. Até o momento, no entanto, não há definição de qual pasta será entregue a ela.

Anúncio

Lula havia afirmado que só anunciaria nomes de ministros após sua diplomação no Superior Tribunal Federal (STF), na próxima segunda-feira (12/12). Entretanto, o objetivo da nomeação é adiantar e melhorar a articulação entre Defesa, Congresso Nacional e Executivo, antes mesmo da posse.

A anúncio, porém, será adiantado. Lula marcou uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (9/12), a partir das 10h45, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde ocorrem as reuniões do gabinete de transição.

A previsão de um civil voltar ao posto já tinha sido aventada por Lula. O posto de chefe da Defesa vem sendo ocupado por militares desde o governo de Michel Temer (2016 a 2019). O último civil a ocupar a Defesa foi Raul Jungmann, também no fim do governo Dilma.

Múcio foi, de 2007 a 2009, ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais no governo Lula. Depois, foi alçado ao TCU pelo próprio presidente eleito na ocasião, quando deixou a pasta. O ministro também atuou como deputado federal por Pernambuco por cinco mandatos.

Fonte: metropoles.com

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS