Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Live “Maio da Diversidade” promovida pela SEC realiza debate sobre gênero e sexualidade

Live “Maio da Diversidade” promovida pela SEC realiza debate sobre gênero e sexualidade

A Secretária da Educação do Estado (SEC) realizou, nesta quarta-feira (12), a segunda live do Projeto Maio da Diversidade. Na edição, o encontro debateu o tema “Educação para relações de gênero e sexualidade”, com a participação da diretora de Currículo, Avaliação e Tecnologias Educacionais da Secretaria de Educação, Jurema Brito; da líder do Pilar de Empregabilidade do Instituto de Identidades do Brasil, Aline Nascimento; e da diretora do Coletivo Famílias pela Diversidade, Valéria Saraiva. A live, transmitida através do Youtube, foi mediada  pelo professor Basilon Carvalho.

Confira aqui: https://www.youtube.com/watch?v=dK_3xHfBh9M

Jurema Brito explica que o Maio da Diversidade trata da questão da pluralidade dos grupamentos humanos, ressaltando o direito de ser, de ir e vir, de manifestar as suas identidades, religiosidade e as orientações sexuais. Para ela, o objetivo dos encontros está centrado na promoção das discussões temáticas através das trocas de conhecimentos e vivências com convidados ligados às universidades, às entidades da sociedade civil, aos movimentos sociais e aos conselhos que tratam dos temas correlatos com a Educação.

“Dedicamos o mês para, através dos debates, implementar o nosso Documento Curricular Referencial da Bahia, em que um dos temas é a Educação para a Diversidade. Além disso, a ação é importante porque o Estado se posiciona sobre o tema. Mostra que a escola é um lugar democrático, independentemente das suas escolhas, identidades de gêneros sexuais, religião, cultura e geração. Esses temas também precisam estar em debate nas unidades escolares, por meio de informação e escolhas de materiais didáticos”, disse a diretora.

De acordo com Aline Nascimento, pensar, debater e refletir sobre a diversidade é importante para falar sobre as diversas formas em que as pessoas existem no mundo. “Um evento como este em que falamos sobre esta pauta para o público da Educação é essencial, pois levamos a mensagem para mais pessoas e propicia que o debate tenha um alcance maior e que todos possam se reconhecer e entender o próprio papel como elemento de transformação”, avaliou a educadora.

Valéria Saraiva falou sobre a discriminação que o público passa e disse que se faz necessária a criação de uma rede de apoio emocional para as pessoas que se descobrem LGBTQIA+ e as suas familias. Para a diretora do Famílias pela Diversidade, a escola também deve trazer o tema para a pauta diária. “Muitas pessoas acham que, quando falamos sobre a temática, estamos tentando convencer alguém a ser LGBTQIA+, e não é isso. As escolas têm estudantes que são da comunidade e eles precisam ser ouvidos, aceitos e respeitados. Precisamos acolher essas pessoas e falar que não estão sozinhas”.

Promovido pela SEC, o Maio da Diversidade busca viabilizar o cumprimento dos Direitos Humanos na escola – espaço onde circulam as mais diversas identidades. A ação inicialmente está sendo realizada com quatro lives no Youtube e minicursos que serão ministrados para profissionais da Educação das unidades escolares da rede estadual de ensino. A programação conta com a articulação da  Coordenação da Política LGBT (CLGBT) e  Coordenação de Políticas Públicas para a Juventud e (COJUVE); da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); e da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI). Na próxima segunda-feira (17) será realizado o terceiro encontro virtual, debatendo o tema “Direito e visibilidade de jovens LGBT”. A live será realizada no Canal da SEC, às 16h.

Informações: ASCOM/SEC

OUTRAS NOTÍCIAS