Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Leonardo Vieira denuncia ameaças de morte por ser gay: ‘Covardes’

Leonardo Vieira denuncia ameaças de morte por ser gay: ‘Covardes’

Leonardo Vieira, 52, usou as redes sociais para denunciar que vem sofrendo ameaças de morte. Casado com Leandro Fonseca, ele afirmou que tem recebido mensagens anônimas o atacando por sua orientação sexual.

“Estou recebendo no direct, aqui do Instagram, ameaças de morte por eu ser gay”, contou, referindo-se às mensagens enviadas de forma privada. “Covardes, enrustidos, infelizes, invejosos e frustrados”, completou. “Se escondem atrás do suposto anonimato da internet.”

Diversos amigos do ator se manifestaram nos comentários. “Não é possível”, surpreendeu-se Tuca Andrada. “Denuncie e se mantenha firme, querido”, disse Kiko Mascarenhas. “Você é maior que isso. Todo o meu respeito e minha admiração.”

Galã de novelas da Globo nos anos 1990, Vieira mantinha sua orientação sexual em segredo até 2016, quando foi flagrado em uma festa para o público gay. Ele se casou com Fonseca em 2018 e disse que foi alvo de homofobia.

“Nunca escondi nada de ninguém, sempre levei a vida livremente”, disse na época. “Saí com um amigo –no dia do meu aniversário, em 28 de dezembro de 2016– e depois publicaram essa foto. Então, pensei que estava na hora de dar um basta nisso.”

“Tinha de falar a minha verdade”, admitiu. “E sabe o que aconteceu? Tirei um peso das minhas costas! Agora vou poder ser eu, viver livre, sem essas amarras. Pode prejudicar minha carreira? Pode. Mas estou em um momento da vida que tenho uma liberdade e uma certa idade, já tenho casa própria… Não me importo, quero ser feliz.”

Em recente entrevista à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Vieira disse que a revelação de sua sexualidade prejudicou a carreira de ator. “Fui arrancado do armário contra a minha vontade e depois disso a minha vida virou de cabeça para baixo”, avaliou. “Passei a sofrer ameaças de morte e desde então nunca mais fui chamado para um trabalho.”

Sem trabalho desde a novela “Os Dez Mandamentos”, exibida pela Record entre 2015 e 2016, ele contou que optou por se mudar para Portugal. “Eu sou cidadão português e já tinha planos de morar no país algum dia”, afirmou. “Acabei, então, tomando a decisão. Mas não tenho feito trabalhos como ator por aqui. Não é algo que eu esteja procurando.”

Informações: Folhapress

OUTRAS NOTÍCIAS