Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Justiça determina que menina Yasmin com leucemia agressiva faça tratamento de R$ 3,5 milhões no exterior, via SUS

Justiça determina que menina Yasmin com leucemia agressiva faça tratamento de R$ 3,5 milhões no exterior, via SUS

A Justiça Federal determinou, nesta quinta-feira (9), que a União providencie, no prazo de até 15 dias, um depósito no valor de R$ 1.914.535,77 para complementar o tratamento Car-T Cell de Yasmin Bastos, 11. A família dela, que mora em Feira de Santana, lançou uma campanha para arrecadar o valor e garantir que a menina tenha acesso ao serviço, indisponível no Brasil.

Yasmin possui leucemia linfoide aguda (LLA), um tipo raro e agressivo de câncer, desde 2015. Os pais dela procuraram a Defensoria Pública da União (DPU) para garantir o direito à única alternativa de tratamento, que é a terapia Car-T Cell. Eles criaram campanhas na internet para sensibilizar e mobilizar doadores.

Os custos estimados do tratamento nos Estados Unidos são de aproximadamente R$ 3,5 milhões. Até o último dia 7, mais de R$ 2,3 milhões tinham sido arrecadados. Em nota, a DPU informou que, em razão da gravidade e dos riscos envolvidos, o defensor federal Daniel Maia Tavares requereu à Justiça, no último dia 20, que o governo federal arque com todos os custos via Sistema Único de Saúde (SUS).

O valor da causa foi estipulado em R$ 5 milhões, considerando possíveis variações no dólar, com o objetivo de garantir a despesa médica, farmacêutica e hospitalar, além de transporte, alimentação e estadia da criança e acompanhantes durante o tratamento.

Na decisão, a juíza federal Andreia Guimarães do Nascimento, da 3ª Vara Federal Cível de Feira de Santana, ordenou que, assim que a União deposite o valor, a Caixa Econômica Federal (CEF) proceda à transferência do montante para conta poupança da família, que deverá prestar contas após o retorno.

Campanha segue nas redes sociais para custear tratamento no valor de R$ 3,5 milhões  — Foto: Reprodução/Redes sociais

Campanha segue nas redes sociais para custear tratamento no valor de R$ 3,5 milhões — Foto: Reprodução/Redes sociais

Yasmin recebeu alta do Hospital São Rafael, em Salvador, no dia 2 de setembro, após passar 30 dias internada. No entanto, foi hospitalizada novamente na última terça-feira (7), por causa de uma infecção urinária.

Antes, ela passou 15 dias internada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratar complicações de uma cirurgia, para a realização de biópsia. As complicações foram causada por causa do avanço do câncer.

“Ela teve complicações, mas a gente continua confiante na esperança que, em breve, ela vai fazer o tratamento. A gente continua na luta, correndo contra a doença”, contou a mãe de Yasmin, Viviane Bastos, em entrevista ao G1.

A mulher destaca que a leucemia tem progredido, e a filha não responde mais a quimioterapia. A única possibilidade de garantir que a garota melhore é a terapia Car-T Cell, de acordo com a equipe médica que acompanha o caso. Yasmin e os familiares lutam há seis anos desde que descobriu o câncer, que atinge o sistema imunológico e a medula óssea, mesmo após a realização de um transplante.

O tratamento está disponível em países da Europa e nos Estados Unidos. A terapia consiste em modificar as células do próprio paciente em laboratório e depois de modificadas essas células são inseridas novamente no paciente para destruir as células tumorais.

Para ajudar na campanha, o cantor e compositor Del Feliz fez uma música em homenagem à menina.

Cantor e compositor Del Feliz fez uma música em homenagem à Yasmin Bastos; veja trecho

Cantor e compositor Del Feliz fez uma música em homenagem à Yasmin Bastos; veja trecho

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS