Justiça condena mulher que matou mãe por “raiva de como foi criada”

Justica-7-600x400 (1)

Raquel Costa de Oliveira, de 21 anos, foi condenada a 17 anos e seis meses de prisão, acusada de mandar matar a mãe de criação, Maria Izabete da Silva Ferreira, que tinha 58 anos na época do crime.
A vítima foi morta a facadas em sua residência, em Manaus, capital do Amazonas, em 14 de junho de 2021. A sentença do Tribunal do Juri foi anunciada na última quinta-feira (24/8)
Raquel Costa de Oliveira foi denunciada por homicídio qualificado, com base no artigo 121, parágrafo 2.º, incisos I, III e IV, combinado com o art. 29, ambos do Código Penal (crime cometido por motivo torpe, mediante paga; uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e meio cruel).

Segundo o Ministério Público do estado, Raquel “confessou ter encomendado a morte da vítima, Maria Izabete da Silva Ferreira, por sentir raiva da mesma, pela forma como a vítima lhe criou”.

Informações extraídas do Metrópoles

OUTRAS NOTÍCIAS