Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

João Roma para Rui Costa: “Ele tem que se olhar no espelho”; entenda

João Roma para Rui Costa: “Ele tem que se olhar no espelho”; entenda

O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), disse, nesta segunda-feira (8), que o governador da Bahia, Rui Costa (PT), “tem que se olhar no espelho”. A declaração em resposta à recente polêmica envolvendo o petista e seus próprios deputados federais por causa da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios. O chefe do Executivo estadual chamou os parlamentares de “traíras”.

“Essa PEC não é uma PEC do governo Bolsonaro. É uma PEC que vai justamente atender os brasileiros mais necessitados. Ela vai viabilizar o pagamento de, no mínimo, R$ 400 para essas famílias que estão na faixa da pobreza e extrema-pobreza”, afirmou o ministro, que também é pré-candidato a governador da Bahia.

O PDT também se envolveu em uma polêmica por causa da votação da PEC, aprovada em primeiro turno na Câmara Federal. Após a aprovação contar com votos de deputados da sigla, o ex-ministro Ciro Gomes suspendeu a pré-candidatura à Presidência. João Roma diz que está se esforçando para garantir que a proposta também passe em segundo turno.

“Nós estamos em um esforço contínuo, sensibilizando nossos congressistas. Eu tenho total otimismo com essa posição do Congresso”, disse.

PDT vai discutir mudança

Em entrevista nesta segunda, o deputado federal Félix Mendonça, presidente do diretório do PDT na Bahia, disse que o partido pode mudar o posicionamento e fechar questão pelo voto contrário à PEC dos Precatórios, defendida pelo governo para custear o Auxílio-Brasil.

O partido vai se reunir em Brasília, no Distrito Federal, nesta terça-feira (9), para decidir sobre mudança de orientação, e Félix garante que vai seguir o que for acordado.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS