Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Jean Willys ataca “saída do armário” de governador: “querem nos obrigar a aplaudir gay bolsonarista!”

Jean Willys ataca “saída do armário” de governador: “querem nos obrigar a aplaudir gay bolsonarista!”

O ex-deputado federal e jornalista Jean Willys (PT), natural de Alagoinhas (BA), atacou a “saída do armário” do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). Durante entrevista a Pedro Bial na TV Globo, Leite, pré-candidato a presidente da República, se assumiu gay. O neo petista articulou que não adianta a efusividade do ato por ter sido o tucano um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Enquanto o gay recém-saído do armário não expressar por ATOS e novas palavras que se arrepende de ter apoiado alegre e explicitamente um homofóbico racista que se revelou genocida, sua saída do armário não será, para mim, fonte de alegria acrítica. Não adianta”, publicou Jean sua conta no Twitter. 

“Feministas de minha timeline, respondam-me: quantas de vocês se sentem obrigadas a se identificar e aplaudir a presença de Damares na política pelo simples fato de ela ser mulher como vocês? Os heteros de fora da comunidade LGBTQ querem nos obrigar a aplaudir gay bolsonarista!”, publicou anteriormente. 

Em resposta a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha, sobre a manifestação de Jean, Eduardo Leite afirmou: ”prefiro registrar e agradecer a quem soube separar as diferenças políticas e enviou mensagens de afeto como Manuela D’Avila, Maria do Rosário e Fernanda Melchiona”.
 

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS