Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Inflação de alimentos deve superar 11% este ano

Inflação de alimentos deve superar 11% este ano

untitled-2

A projeção da MB Associados é que o IPCA encerre 2016 em 7,1%, com uma alta de 11,1% dos preços de alimentos. Em quase dez anos, entre janeiro de 2007 e abril de 2016, os preços de alimentos subiram 129%. Nesse mesmo período, a inflação medida pelo IPCA foi de 77,40%. O aumento deve-se à combinação entre o aumento dos preços de alimentos in natura e a alta de commodities como soja e milho.
A expectativa, segundo os economistas, é que, nos próximos meses, ainda haja impacto em outros alimentos, já que o aumento de soja e milho acaba afetando os preços de outros produtos, como carnes e ovos, pois são usados na ração.

Este ano, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial no país, subiu 3,25% até abril. Nos alimentos, a alta foi quase o dobro, 5,79%. Em abril, os alimentos foram responsáveis por metade da alta geral.

As frutas foram o principal impacto até agora, com alta de 33,78% no 12 meses até abril. Só em 2016, o preço do mamão subiu 80,90%, para uma alta média dos preços das frutas de 23,92%. O preço da manga avançou 31,43%.

Notícias ao Minuto

OUTRAS NOTÍCIAS