Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Hospital Geral Roberto Santos cancela cirurgias por falta de sangue: ‘infelizmente, não se compra na farmácia’

Hospital Geral Roberto Santos cancela cirurgias por falta de sangue: ‘infelizmente, não se compra na farmácia’

O Hospital Roberto Santos (HGRS) necessita, com urgência, de doações de sangue. A unidade, considerada o maior hospital público do Norte-Nordeste, teve que suspender 16 cirurgias emergenciais no último mês por falta de hemoderivados. Isso sem contar os pacientes que não foram chamados para o centro cirúrgico.

Mesmo durante a pandemia, o Hospital abriu 100 novos leitos de enfermaria para a área de alta complexidade de mais de dez especialidades. De acordo com o diretor-geral José Filho, o governo estadual se esforçou para readequar o HGRS em tempo recorde para desafogar os hospitais que passaram a receber exclusivamente pacientes com o coronavírus.

“Então, em meio à pandemia, seguimos realizando neurocirurgias, cirurgias oncológicas, vasculares, de clínica médica e de hemorragia digestiva, por exemplo. Mas houve uma queda muito grande no estoque de sangue e isso está fazendo com que a gente remarque várias vezes uma única cirurgia”, alertou Filho.

Ele destacou que há muitos pacientes que já poderiam ter alta hospitalar, mas continuam internados à espera de sangue. “Infelizmente, sangue a gente não pode comprar na farmácia”, acrescentou.

Com 640 leitos de internação, o Roberto Santos está, nesta quinta-feira (14), comente com duas bolsas de sangue tipo O+ e nenhuma do tipo O- (doador universal). No entanto, há 13 pedidos deste tipo sanguíneo, sendo que, normalmente, uma solicitação precisa de mais de uma bolsa de sangue.

“A gente sabe que o certo, agora, é ficar em casa e só sair para fazer coisas essenciais. Doar sangue é essencial. A gente nunca sabe quando seremos nós a precisar”, pediu o diretor.

Para contribuir, basta procurar a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba). A instituição está preparada para garantir que a doação seja segura, com hora marcada e seguindo as recomendações das autoridades de saúde.

O doador precisa ir sozinho e usando máscara. O Hemoba garante que quem for doar terá à disposição álcool em gel, poltronas separadas, colaboradores protegidos e higienização reforçada.

Os agendamentos para doação de sangue podem ser feitos pelo e-mail horamarcada@hemoba.ba.gov.br, pelo telefone (71) 3116-5643 ou pelo site www.hemoba.ba.gov.br.

OUTRAS NOTÍCIAS