Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Hospital Estadual da Criança realiza parto raro de bebê gerado fora do útero da mãe

Hospital Estadual da Criança realiza parto raro de bebê gerado fora do útero da mãe

A equipe da Maternidade do Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, realizou um parto raro em que o bebê cresceu e se desenvolveu fora do útero da mãe. O caso é conhecido como gravidez ectópica abdominal e foi a primeira vez que o procedimento foi realizado na unidade. A incidência de parto abdominal varia entre 1 caso para cada 10 mil gestações até 1 caso para cada 30 mil gestações.

Aline do Socorro, 39 anos, deu entrada no HEC em 2 de julho, com 19 semanas de gestação. À época, ela levou uma ultrassom que evidenciava a gravidez abdominal e, desde o início do internamento, foi orientada sobre o prognóstico fetal, bem como os seus riscos. A gestação durou 32 semanas e 6 dias, pouco mais de sete meses. A bebê Alice Vitória foi gerada acima do útero e da bexiga, na região abdominal. Em uma gravidez comum, ela teria crescido e se desenvolvido dentro do útero da mulher. Mãe e filha passam bem.

De acordo com a médica obstetra, Amália Olímpia, todo aparato técnico e suporte especializado foram montados para o procedimento cirúrgico obstétrico. “Montamos uma estrutura bem organizada para fazer este parto, com a participação de outros especialistas, como cirurgião vascular, cirurgião geral, equipe de neonatologia e UTI materna, para dar o máximo de suporte para essa cirurgia obstétrica bem atípica”.

“Demorei seis anos para consegui ter minha filha, mas eu não desisti. Alice Vitória permaneceu firme com a mamãe dela e eu sempre mantive a fé em Deus. E assim estou aqui com ela: bem e fortes”, comemora Aline.

Informações: Ascom/Sesab

OUTRAS NOTÍCIAS