Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Hospital de Campanha de Feira será desativado a partir do próximo mês

Hospital de Campanha de Feira será desativado a partir do próximo mês

O Hospital de Campanha de Feira de Santana vai encerrar as atividades no próximo dia 30, em decorrência da grande redução de internamentos por Covid-19. Nesta sexta-feira, 24, por exemplo, a unidade está com apenas um paciente na UTI e outro na enfermaria. O investimento da Prefeitura Municipal para manter o hospital é de cerca de R$ 3 milhões mensais.

“Até agora, em setembro, a UTI teve uma ocupação máxima de 60% e uma média de 30%. Na enfermaria, a média de ocupação foi de 30%”, explicou o diretor médico do hospital, Francisco Mota.

O Hospital de Campanha de Feira de Santana começou a funcionar no dia 4 de junho de 2020, com 10 leitos de UTI e 50 de enfermaria, mas houve uma variação nesses números em razão de altos e baixos no volume de casos e internações. Logo em julho de 2020 foi ampliado, com a UTI passando para 18 leitos. A unidade chegou em setembro de 2021 com 10 leitos na UTI e 10 na enfermaria.

“É um processo normal, em razão da vacinação e o declínio da pandemia. Em Salvador, o Hospital de Campanha da Fonte Nova já foi desativado. É claro que pacientes que ainda tenham necessidade de internamento não ficarão desassistidos. Vamos torcer para que não ocorra, mas se houver necessidade de retornar o atendimento mais numeroso, podem ter certeza que estaremos prontos para isso”, tranquiliza o prefeito Colbert Martins.

“Se houver necessidade, reabriremos o Hospital de Campanha sem qualquer problema. A população pode ficar tranquila quanto a isso”, garante o secretário de Saúde, Marcelo Britto.

Informações: SECOM

OUTRAS NOTÍCIAS