Homem implorando por comida em Brasília viraliza na internet: “É fome! Por favor!”

618650a48ff2e-1

A crise econômica no Brasil está se tornando cada vez mais evidente, e todas as famílias foram afetadas pela inflação galopante atual. Cada vez que você visita esses lugares, o mercado, os açougues, os preços do combustível e do gás natural assustam as pessoas. Se você somar isso à alta taxa de desemprego, um dos resultados é o que vemos nessa situação: Fome.

O jornalista Carlos Alberto Júnior registrou uma cena de partir o coração em um apartamento em Brasília. O repórter disse que, ao ver a cena, desceu para falar com o homem que se autodenominava Marcos, que implorava por socorro. “Ele estava com sua esposa e um casal de adolescentes. Ele disse que tem mais quatro filhos pequenos em casa ”.

Na imagem gravada por Carlos Alberto, Marcos pode ser ouvido gritando: “Isso é fome. Por favor, estamos com fome. Eu tenho família e filhos. Alguém compra pão para nós? Alguém compra leite? “Disse ele, gritando entre os prédios de apartamentos do Norte de Asa, em Brasília.

O repórter disse ainda que a cena que gravou não foi a primeira vez que a presenciou em um apartamento. “Essa cena se repete na quadra toda semana. A família faminta para no quarteirão para pedir ajuda”. Segundo a Fundação Getúlio Vargas, durante a pandemia em que vivemos, o número de pobres em Brasília aumentou significativamente.

“Brasília é muito complicada. O número de crianças e adolescentes mendigando, vendendo balas no farol, também aumentou muito! Parece um flashback da minha infância aqui nos anos 80. Isso sem falar na quantidade de pessoas acampadas em diversos pontos da cidade. Muito triste ”, relata uma mulher em resposta ao post de Carlos Alberto. Em outra interação, um seguidor lembrou que a situação é nacional.

“Infelizmente está em todo o Brasil, gente arrancando lixo e pedindo comida de casa em casa. Pessoas que não estavam acostumadas, mas perderam o emprego e não pagam aluguel. Pessoas que ficaram com sequelas por cobiça, sem trabalho e sem ajuda, a fome aumenta a cada dia”, declarou.

Informações; tudoakinoticias

OUTRAS NOTÍCIAS