Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Homem é condenado a 21 anos de prisão por matar e assar esposa em churrasqueira

Homem é condenado a 21 anos de prisão por matar e assar esposa em churrasqueira

Condenado a 21 anos de prisão por matar, esquartejar e assar parte do corpo da esposa em uma churrasqueira, Mauro Sampietri foi preso na manhã da quinta-feira (10), na Rua Quinze de Novembro, em frente à Santa Casa, em Corumbá, distante 428 quilômetros de Campo Grande.Claudete Bohme Sampietri, 59 anos, foi morta no dia 21 de janeiro de 2017, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Nesta manhã, conforme a Polícia Militar de Trânsito, Mauro foi abordado dentro do carro, quando aguardava a atual esposa sair do trabalho. Indagado sobre seu nome, o assassino se identificou como “Domênico” e disse que era de nacionalidade italiana.

Os policiais haviam recebido denúncia anônima sobre o caso e já tinham todas as informações sobre as características de Mauro, inclusive, o modelo e o número da placa do carro dele. Ele, então, recebeu voz de prisão e foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde confessou que havia matado a esposa em 2017.

Mauro revelou que estava morando há mais de um ano no município, no Bairro Cravo Vermelho III, na parte alta da cidade.

Caso

O desaparecimento de Claudete foi registrado na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa e, cerca de três dias depois, um tronco foi encontrado em chamas, ao lado de uma quadra de esportes, em Pinhais. Parte do corpo da vítima havia sido queimado numa churrasqueira.

Quase dois meses depois, exames, realizados pelo IML (Instituto Médico Legal), confirmaram que se tratava de Claudete. Mauro foi preso no mesmo dia e negou o crime. Em 2018, depois de dois dias de julgamento, Mauro Sampietri foi condenado a 21 anos de prisão e multa em regime inicial fechado.

Informações: Direito News

OUTRAS NOTÍCIAS