Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Homem é condenado a 24 anos por ter matado a tesouradas servidora do TSE

Homem é condenado a 24 anos por ter matado a tesouradas servidora do TSE

Em 21 de dezembro de 2019, Alan Fabiano Pinto de Jesus, de 47 anos, matou com 48 golpes de tesoura a ex-namorada, Luciana de Melo Ferreira, que era servidora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele foi condenado a 24 anos de prisão pelo Tribunal do Júri de Brasília. As informações são do portal R7.

De acordo com a denúncia, o vigilante teve um relacionamento de quatro meses com Luciana, mas não aceitava o fim do namoro. Por isso, ele foi até o prédio em que a vítima morava e ficou escondido nas escadas esperando ela chegar.

Assim que Luciana entrou no apartamento, Alan invadiu o local e a atingiu com golpes de tesoura nas costas, braços e pernas.

A servidora já tinha feito uma notícia-crime contra o ex-namorado por violência doméstica. Alan chegou a ser preso, mas foi liberado depois que ele e Luciana assinaram um termo no qual o acusado usaria uma tornozeleira eletrônica.

O Tribunal do Júri de Brasília condenou o vigilante com as seguintes qualificações: uso de meio cruel, motivo torpe e feminicídio.

A defesa do réu informou que vai recorrer da decisão. “Respeitamos a conclusão a que os jurados chegaram, porém entendemos que a mesma é contrária a prova existente no processo.”

Informações: Istoé

OUTRAS NOTÍCIAS