Homem ameaça ex mulher e faz ofensas racistas contra o atual marido da vítima

Homem ameaça ex mulher e faz ofensas racistas contra o atual marido da vítima

Um vigilante de São José dos pinhais, afastado da filha por histórico de violência doméstica, na região metropolitana de Curitiba, passou a fazer ameaças contra a ex-mulher e seu atual companheiro. Segundo acusação, os crimes teriam começado em dezembro de 2021 e, dentre os áudios enviados para a ex, o homem ofende de maneira racista o marido da vítima. As informações são do portal Banda B. 

A mulher diz estar cansada de aguardar pelas autoridades. Ela conta que manteve um relacionamento de dez meses com o vigilante, e tiveram uma filha que, hoje, está com 1 ano de idade. 

Com o término da relação, as ameaças de morte se tornaram frequentes. Ele ameaça ao menos 4 pessoas. “Eu quero ir preso, para voltar e te pegar”, disse ele por áudio via mensagens de aplicativos.

José Ogar, advogado, diz que é importante acionar o estado para que algo seja feito.

“É uma situação que nos preocupa muito e acreditamos que a Polícia Civil e o Ministério Público do Paraná (MP-PR) irão fazer algo. O primeiro boletim de ocorrência é de dezembro do ano passado e até agora não temos nenhuma medida efetiva para protegê-la”, critica.

Racismo

Em vários momentos nos áudios, o vigilante se refere ao marido da vítima como “macaco”, dentre outras ofensas raciais, como “você nunca vai ter uma filha de olho azul, seu preto”.

José Odgar informa que o casal pretende colaborar com a denúncia. “A vítima quer denunciar, quer representar, mas não tem nenhuma proteção. São ofensas reais, ela conhece a pessoa e precisa que algo seja feito”, concluiu.

Segundo o STF (Superior Tribunal Federal), o crime de injúria racial pode ser crime de racismo, sendo a prática constituída como crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão.

OUTRAS NOTÍCIAS