Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Homem agiu sozinho em incêndio que destruiu 20 ônibus em Jacobina, diz delegado

Homem agiu sozinho em incêndio que destruiu 20 ônibus em Jacobina, diz delegado
O incêndio na garagem da empresa Falcão Real/São Luiz, em Jacobina, no norte da Bahia, que terminou com 20 ônibus destruídos, foi provocado por um homem que agiu sozinho.
Conforme o delegado Antônio Eduardo Brito, coordenador da Polícia Civil na região, o suspeito, que estava armado e usava um capacete, fugiu em direção à BA-132, rodovia que liga a cidade a Miguel Calmon, e é procurado pelos investigadores.
Segundo Brito, câmeras de segurança do local flagraram o momento do crime e registraram que o suspeito estava sozinho. As imagens foram enviadas para perícia.
De acordo com o delegado, o vigilante da empresa, que foi abordado e amarrado pelo suspeito, também confirmou, em depoimento à policia, que o suspeito agiu sozinho. Essa versão também foi confirmada por funcionários que dormiam no local. Eles não foram atingidos pelas chamas.
O incêndio aconteceu na madrugada de domingo (6), na Avenida Nossa Senhora da Conceição, próximo ao bairro Inocoop. O autor do crime usou óleo diesel usado para abastecer os ônibus para provocar as chamas.
Os representantes da Falcão Real/São Luiz informaram que o número de veículos queimados representa 12% de toda a frota da empresa. Os ônibus não tinha seguro e o prejuízo estimado chega a R$ 18 milhões.
A empresa informou que os ônibus têm como destino os municípios de Miguel Calmon, Piritiba, Mundo Novo, Itaberaba, Juazeiro e Senhor do Bonfim, todos no norte da Bahia. Apesar disso, a Falcão Real/São Luiz garante que a perda dos ônibus não vai comprometer o serviço prestado para à população.
O caso é investigado na delegacia de Jacobina.
Fonte: G1

OUTRAS NOTÍCIAS