Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Grito dos Excluídos pede saída de Bolsonaro e mais respeito aos trabalhadores em Feira no 7 de Setembro

Grito dos Excluídos pede saída de Bolsonaro e mais respeito aos trabalhadores em Feira no 7 de Setembro

Aconteceu nesta terça-feira 7 de setembro o Grito dos Excluídos em Feira de Santana, mantendo uma tradição de 19 anos. O movimento acontece sempre após os desfiles de sete de setembro dia da Independência do Brasil. Por causa da Pandemia da Covid 19, não houve desfile da independência, mas, O Grito dos Excluídos foi as ruas denunciar e chamar atenção da sociedade para falta de políticas do governo voltadas aos menos favorecidos.

Desde o último sábado (04)  que grupos ligados a esquerda brasileira a exemplo do PT, PSol dentre outros partidos, fizeram planfletagem e concientização na Feira livre do bairro  Cidade Nova e no domingo (05) na Feira livre do bairro do Tomba, também foi mantido uma virgília na noite de segunda-feira  (06) no bairro Barroquinha de onde partiu a caminhada  rumo a prefeitura, onde também aconteceu a concentração final com o Grito dos Excluídos.

Por lá passaram o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gerinaldo Costa, o deputado federal José Neto PT, o deputado estadual Robinson Almeida PT, os vereadores Sílvio Dias PT, Professor Jhonatas Monteiro PSOL, Professor Ivanberg Lima PT, também os sindicalistas do movimento rural, a diretora da APLB Marlede Oliveira dentre outras lideranças políticas.

Mesmo diante da grande manifestação convocada pelos apoiadores do governo, a esquerda saiu as ruas e juntamente com o Grupo dos Excluídos e gritaram palavras de ordem como: Fora Bolsonaro! O Brasil não precisa de fuzil e sim de vacina no braço!! dentre outros.

Informações: Rota da Informação

OUTRAS NOTÍCIAS