Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Governo Bolsonaro é considerado ruim ou péssimo por 55% dos brasileiros, diz pesquisa

Governo Bolsonaro é considerado ruim ou péssimo por 55% dos brasileiros, diz pesquisa

O atual Presidente Jair Bolsonaro alcançou a pior avaliação deste o início do mandato, segundo pesquisa feita pelo Ipespe/XP, divulgada nesta quinta (27).  55% dos entrevistados classificam como ruim ou péssimo.  O presidente tem desaprovação de 64%, ante aprovação de 29%, conforme o levantamento. 23% o avaliam como ótimo ou bom e 21%, como regular.

Bolsonaro foi considerado a “personalidade da política”, com a pior avaliação em uma lista de inclui LulaSérgio MoroHamilton MourãoLuiz FuxPaulo Guedes, Rodrigo Pacheco e Arthur Lira, dentre outros.

Já a pesquisa para intenção de voto nas eleições de outubro deste ano, o ex-presidente Lula vem liderando com 44%; Jair Bolsonaro aparece em segundo lugar, com 24%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) e o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) empatam na terceira posição, com 8%; em seguida vem o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 2% das intenções de voto; empatados com 1% estão Simone Tebet (MDB), Alessandro Vieira (Cidadania) e Felipe d’Ávila (NOVO).
Considerando o cenário sem a participação de Sergio Moro na disputa presidencial, Lula permaneceu com 44%, Bolsonaro 26%, Ciro Gomes 9% e João Doria contabiliza 4%.

Na espontânea, onde não é dito o nome dos candidatos, Lula aparece com 35%; Bolsonaro tem 23%; Sergio Moro e Ciro Gomes têm 4%; João Doria, 1% das intenções de voto.

A pesquisa foi realizada entre os dias 24 e 25 de janeiro, com a margem de erro 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior eleitoral.

O Ipespe ouviu 1 mil pessoas nos dias 24 e 25 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95,5%. A pesquisa foi devidamente registrada no TSE.

Com informações do O Antagonista, Valor Econômico

Confira as tabelas abaixo:

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS