Governo autoriza volta do Campeonato Inglês, mas exige transmissão gratuita

Governo autoriza volta do Campeonato Inglês, mas exige transmissão gratuita

O governo britânico deu sinal verde na noite desta quinta-feira (14) para o retorno do Campeonato Inglês, também conhecido como Premier League, em junho. Porém, para que a bola volte a rolar, as autoridades fizeram algumas exigências durante reunião com a liga, dentre elas transmissão gratuitas, para que o futebol tenha maior alcance na população, e aumento nos investimentos nas divisões de base.

“O governo está abrindo as portas para o futebol competitivo retornar com segurança em junho. Isso precisa incluir amplo acesso aos torcedores à cobertura ao vivo e garantir que os ganhos provenientes da retomada do esporte apoiem a família do futebol em geral”, afirmou Olivier Dowden, secretário de Cultura. “Agora está com as autoridades do futebol em concordar e finalizar os detalhes dos seus planos. Há boa vontade dos dois lados para entregar isso aos torcedores”, continuou.

De acordo com o jornal The Guardian, a Premier League já iniciou as conversas com as emissoras Sky Sports e BT Sports, canais fechados detentores dos direitos de transmissão da competição no país. A ideia do governo britânico é que os jogos restantes fossem disponibilizados em canais abertos ou em plataformas de streaming na internet. Segundo o periódico inglês, 45 dos 92 jogos restantes que não estão cobertos pelo acordo entre a liga e as emissoras. Além disso, o governo também quer que a Premier League divida os lucros do retorno do futebol e de possíveis futuros acordos com os clubes da EFL, organizadora das três divisões inferiores. O valor de contribuição gira em torno de 200 milhões de libras, o equivalente a R$ 1,4 bilhão.

Porém, a volta da Premier League não depende apenas do aval do governo. Existe um impasse entre os clubes, sendo que seis deles, que ocupam divisões inferiores, tem se mostrado contra um possível rebaixamento, caso o encerramento das competições sejam antecipados. A decisão definitiva pode sair até o início da próxima semana, no entanto dificilmente a Premier League possa recomeçar até o dia 12 de junho, como planejado anteriormente.

Paralisado ao final da 29ª rodada devido a pandemia do coronavírus, o Liverpool lidera com folga a tabela de classificação da Premier League com 82 pontos, 25 a mais do que o Manchester City, que é o segundo colocado, mas tem um jogo a menos. Leicester aparece na terceira posição com 53 pontos, e o Chelsea no quarto lugar com 48, fecham o G-4 que dá vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

OUTRAS NOTÍCIAS