Governador e Ministros entregam 248 casas do Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana

minhacasaminhavida_edsantos_acordacidade-3

Foi entregue na manhã desta sexta-feira (28) mais um conjunto habitacional do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), em Feira de Santana. A inauguração do Residencial Campo Belo – Habitar do Sertão contou com a participação do governador Jerônimo Rodrigues e dos ministros da Casa Civil, Rui Costa, e das Cidades, Jader Filho. O residencial tem 248 unidades.


Salvelina Marques Menezes foi uma das contempladas com a entrega da unidade. Emocionada, a mais nova moradora contou ao Acorda Cidade que esta é uma realização esperada há cerca de 15 anos.

“Estou há 15 anos neste aguardo. A primeira inscrição eu fiz lá para o bairro da Mangabeira e algumas casas não foram aprovadas, ficaram procurando terrenos e não conseguiram, só depois que conseguiram aqui no Campo Belo e como eu já estava com a inscrição feita, consegui aqui”, contou.

Morando de favor, Salvelina explicou que neste sábado já irá organizar o apartamento

“Nesse espaço de tempo eu estava morando de favor lá próximo do Parque de Exposições. É uma grande distância de lá para cá, mas vale a pena, porque eu sei que aqui é meu, é minha casa e graças a Deus é um sonho realizado, é uma vitória e assim que entrei aqui, já deu a vontade de trabalhar. Aqui vão morar eu e meus dois filhos, um de 16 e outro de 24. Como ainda não tem água nem luz, irei me organizar aos poucos, mas amanhã já estarei aqui olhando tudo novamente”, disse.

Outra contemplada com o programa, foi a auxiliar de costura Denise Rezende que já estava no aguardo há 11 anos para conquistar a casa própria.

A nova moradora contou ao Acorda Cidade que sempre acompanhou o desenvolvimento da obra e destacou a tristeza quando os serviços foram interrompidos no governo Temer.

“Eu vi nascer praticamente estas casas, lembro quando iniciou a estrutura, no momento que levantaram as paredes e infelizmente teve uma parada que entristeceu muita gente porque todo mundo estava na expectativa, mas não desistimos. Eu estava morando de favor e há cerca de seis meses quando foi anunciado que iria entregar, o dono da casa pediu de volta porque disse que iria reformar. Nesse curto espaço de tempo, eu consegui um trabalho e estou morando de aluguel, pagando um valor de R$ 200, mas com a graça de Deus, hoje estou aqui recebendo a chave da minha tão esperada casa. É um sonho realizado, uma vitória”, concluiu.

Durante discurso, o ministro da Casa Civil, Rui Costa informou que até o mês de dezembro deste ano, o governo federal pretende entregar todas as casas do programa Minha Casa Minha Vida no estado da Bahia.

“180 mil casas já eram para serem entregues desde 2016, 2017, 2018, mas não foram entregues porque não tinha ninguém no governo federal que tivesse um afeto, um carinho como Lula tem, que cuida das pessoas. Uma das primeiras coisas que o Lula falou na primeira reunião de ministros, foi que ficou sabendo que tinha muitas casas paralisadas e afirmou que irá finalizar para entregar todas as casas ainda neste ano. Estamos fazendo o nosso dever de casa e só aqui na Bahia, são cerca de seis mil unidades para serem entregues até dezembro”, afirmou.

Ao Acorda Cidade, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) informou que novas melhorias ainda serão feitas no conjunto habitacional, a exemplo de construções para área de lazer, campo e quadra esportiva.

“Em menos de 100 dias estávamos com o condomínio praticamente pronto. Determinação natural de uma parceria entre o governo do estado, o governado federal, o presidente Lula, os ministros ajudando a gente, e naquele momento quando o presidente Lula lançou o programa, viemos para verificar a possibilidade desse conjunto, e hoje estamos com essa felicidade de entregar 248 chaves. É claro que o pessoal está fazendo a instalação de água e luz por conta própria, mas me comprometo junto ao ministro para que possamos ver a possibilidade de investir em área de lazer, campo, quadra, fechar uma parceria com o município, porque quando você traz muitas famílias, é preciso dar condições de transporte, água, energia e de segurança pública”, afirmou.

Ainda de acordo com o governador, é necessário que haja a união entre o governo, estado e município, mas que cada ente federativo possa ter suas responsabilidades.

“Um programa como esse é uma boa referência de relação federativa. A união está entrando com o investimento, o estado tem o seu papel na área de segurança pública, educação do ensino médio, saúde, mas é claro que o município precisa ver o seu papel, de limpeza pública, escola fundamental, saúde e atenção básica e naturalmente lazer. Acho que o presidente, os dois ministros presentes trazem para nós essa corresponsabilidade. Precisamos sentar independente do partido político. Na hora correta faremos a disputa das eleições, o que está em jogo é a segurança dessas pessoas, transporte coletivo e tenho certeza que vamos aprumar essas informações”, concluiu.

Acorda Cidade

OUTRAS NOTÍCIAS