Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Globo vende torres de transmissão em negócio milionário

Globo vende torres de transmissão em negócio milionário

Em mais um negócio bilionário, a Globo fechou a venda de 17 torres de transmissão em diversas cidades do Brasil para a empresa IHS, sediada na Nigéria. Segundo Notícias da TV, a emissora vai destinar o dinheiro para mais produções e reduzir custos de operação. O acordo foi aprovado pelo Cade (Conselho de Administração de Defesa Econômica).

Com o contrato, que começa a vale me janeiro, a Globo passa a utilizar os transmissores, mas os nigerianos cuidarão de toda a infraestrutura do parque tecnológico. Desta forma, os novos donos aceitam uma estrutura também para outros concorrentes.

Contudo, a emissora continuará transmitindo o sinal digital da TV aberta, porém sem desembolsar milhões em manutenção.

Ainda conforme o colunista do portal Gabriel Vaquer, a Globo também vendeu 16 imóveis onde fica parte das antenas. Esses foram arrematados pela empresa San Gimignano.

Segundo os documentos do processo no Cade, a Globo vendeu suas torres de transmissão por ver uma oportunidade de enterrar dois problemas de uma vez. O maior deles envolve custos de operação, atualmente a principal causa de atenção na Globo.

Investimentos da Globo

O Grupo Globo investe caro para continuar mantendo a emissora funcionando. De acordo com o balanço do colunista Guilherme Ravache, do Notícias da TV, no último trimestre, o gastou chegou a 28% a mais em relação ao mesmo período do ano passado com operações técnicas e investimento em tecnologia. Os gastos chegam a ultrapassar a marca de R$ 1 bilhão.

O objetivo da Globo é reduzir em até 25% o que se gasta com essas operações. No Cade, ela confirmou que “é uma oportunidade de desinvestimento de ativos, proporcionando a redução de custos com uma atividade secundária ao negócio principal”.

O valor da venda ficou em sigilo no Cade. Mas fontes no mercado ouvidas pela coluna dizem que uma transação do tipo não sai por menos de R $ 200 milhões. O Cade aprovou o negócio sem restrições por sentido que a IHS tem apenas 20% de participação no mercado brasileiro de torres.

É uma segunda operação em menos três meses que a Globo faz para arrecadar dinheiro e tentar diminuir suas operações. Em setembro, a empresa vendeu o seu data center após fazer um acordo com o Google que vai colocar todo o seu arquivo no formato de nuvem.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS