Globo se recusa a tirar filme de Porchat e Gentili do ar e considera censura

20160413danilogentili-n9e0uiuq9mmm3h7a7hxs4d5gqapl08fiyay2gshvog

O Globoplay e o Telecine classificaram como “censura” a determinação do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, desta terça-feira (15), de suspender a exibição do filme “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola”, das plataformas de streaming do país, após acusação de fazer apologia a pedofilia.

Em comunicado enviado à Folha, o grupo Globo, responsável pelas duas plataformas, disse que está “atenta às críticas de indivíduos e famílias que consideraram inadequados ou de mau gosto trechos” do filme, mas que entende que “a decisão administrativa do ministério da Justiça de mandar suspender a sua disponibilização é censura”.

“A decisão ofende o princípio da liberdade de expressão, é inconstitucional e, portanto, não pode ser cumprida […] O filme em questão foi classificado, em 2017, como apropriado para adultos e adolescentes a partir de 14 anos pelo mesmo ministério da Justiça que hoje manda suspender a veiculação da obra”, completa comunicado.

Em meio à polêmica, o secretário especial da Cultura, Mario Frias, também acusa o filme de pedofilia e apologia do abuso sexual infantil.

Informações: Olá Bahia

OUTRAS NOTÍCIAS