Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Garoto com deficiência motora precisa de ajuda para terminar reforma de casa em Feira; Zagueiro David Luiz ajudou com materiais

Garoto com deficiência motora precisa de ajuda para terminar reforma de casa em Feira; Zagueiro David Luiz ajudou com materiais

A família do garoto Raian Keven, de 15 anos, que tem uma deficiência motora, precisa de ajuda com mão de obra, para terminar a reforma da casa onde moravam, em Feira de Santana, cidade a 100 km de Salvador. Atualmente, o adolescente mora com a mãe em um imóvel alugado pela prefeitura, porque a casa da família ainda não tem condições de moradia.

A casa de Rayan e da mãe dele, Márcia Rodrigues, no bairro do Calombí, está sendo reformada pelo grupo Corrente do Bem. A reforma foi feita através de doações de moradores. Os materiais de construção, por exemplo, foi um presente do zagueiro do Flamengo, David Luiz.

A previsão é de que as obras terminem no final de março. No entanto, Márcia e Rayan precisam da doação de mão de obra.

“A expectativa que eu tenho é de voltar para casa, mas não depende de mim, depende de doações. Essa casa está sendo construída toda por doação, pessoas ajudando, se sensibilizando”, contou Márcia Rodrigues.

As pessoas que tenham interesse em ajudar devem procurar o grupo Corrente do Bem através do telefone (75) 991746520.

“A gente pede que as pessoas se compadeçam para que agente possa concluir e entregar essa casa. O que nos falta hoje é mão de obra. Graças a Deus algumas pessoas doaram alguns tipos de materiais, as doações foram de David Luiz, do Flamengo”, disse a fundadora do projeto Corrente do Bem, Lucia Mendes.

“Eu convoco todas as torcidas, de todos os times, para nos ajudar nessa empreitada para realizar esse sonho no tempo determinado”.

Jogador David Luiz ajudou com materiais  — Foto: André Durão / ge

Jogador David Luiz ajudou com materiais — Foto: André Durão / ge

Em 2019, o garoto, que tinha 13 anos, morou com a mãe no Hospital da Criança (HSC), em Feira de Santana, por 11 meses, mesmo após receber alta médica depois de passar por uma cirurgia.

Na época, em entrevista ao g1, Márcia Rodrigues explicou que a equipe de assistência social do HSC pediu para avaliar as condições da casa onde ela morava.

Após avaliar o local, segundo a mãe de Rayan, os assistentes sociais contataram que o imóvel não tinha condições de receber o garoto de volta, porque ele precisava de um ambiente arejado e espaçoso para o aparelho de ventilação.

Família de garoto com deficiência motora precisa de ajuda para terminar reforma de casa na BA — Foto: Reprodução/TV Subaé

Família de garoto com deficiência motora precisa de ajuda para terminar reforma de casa na BA — Foto: Reprodução/TV Subaé

Rayan Keven passou por uma gastrectomia, no dia 16 de agosto de 2018, porque tinha dificuldades de respirar.

Além dos problemas de estrutura, segundo Márcia Rodrigues, a casa dela foi condenado pela Defesa Civil de Feira de Santana, porque tinha o chão abaixo do nível da rua, que fica alagado quando chove mais forte no local.

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS