Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Funcionários da empresa IGI que atua em policlínicas e UPA da Mangabeira estão revoltam com suspensão de férias por falta de repasse de verba

Funcionários da empresa IGI que atua em policlínicas e UPA da Mangabeira estão revoltam com suspensão de férias por falta de repasse de verba

Chegou a redação da TV Caldeirão, uma denúncia de uma funcionaria contratada por uma das empresas terceirizadas da saúde de Feira de Santana, sobre mais um caso de como os profissionais que atuam na linha de frente da saúde são tratados com desprezo na cidade.

A fonte que preferiu não se identificar por medo de represálias, informou que os funcionários da empresa IGI, que atua nas unidades da policlínica do parque Ipê, George, São José e UPA da Mangabeira, teriam férias a partir do dia 16, e tiveram a mesma suspensa pela empresa, que só os informou no dia 11, alegando falta de repasse para pagamento dos valores de salário e férias, trazendo revolta aos colaboradores que teriam seus compromissos já estabelecidos para a data.  

“Gostaria de fazer uma denuncia anônima. Nós funcionários da empresa IGI sairíamos de férias dia 16/02 e só hoje 11/02 fomos avisados da suspensão das férias, alegando falta de repasse de salário da prefeitura para a empresa, um absurdo, uma falta de respeito conosco, faltando 5 dias, desfazendo toda uma programação que fazemos, gostaria de uma resposta e uma solução do prefeito sobre isso, agradeço o espaço dado”, conta a denunciante.

OUTRAS NOTÍCIAS