Funcionário é agredido por paciente no Centro de Prevenção ao Câncer

19082022114656-1024x517-1

Um funcionário do Centro Municipal de Prevenção ao Câncer (CMPC) foi agredido por uma paciente nesta quinta-feira, 18. Com exame de ultrassom mamária agendado, mas sem direito à prioridade, a mulher invadiu a sala do médico durante a consulta de outra paciente exigindo o atendimento. Ela deixou a sala gritando e alegando que havia sido agredida pelo médico – situação que foi desmentida por duas testemunhas.

Os colaboradores da unidade tentaram acalmá-la diante das ameaças de “quebrar tudo”. A paciente foi encaminhada para a cozinha, onde foi oferecida água para tranquilizá-la.

“Neste momento ela desmaiou. Mas levantava repentinamente para nos ofender. Chamamos o médico da unidade para dar assistência”, relata uma das funcionárias envolvidas no ocorrido, que não quis se identificar por questão de segurança.

Ainda na cozinha, a acompanhante começa a filmar a situação e a paciente que estava desacordada levanta em direção do auxiliar de serviços gerais e dá um tapa no rosto dele. O impacto foi tão grande que quebrou o óculos do funcionário. Foi então que a Polícia Militar e a Guarda Municipal foram acionadas, por conta da agressão e ameaças de morte. Toda a situação foi flagrada pelas câmeras de segurança.

“É frustrante passar por uma situação como essa. Nós viemos trabalhar com amor e carinho. Me sinto desprotegido diante das ameaças”, conta o funcionário agredido que também não quis se identificar.

Com a chegada dos órgãos de segurança, os funcionários do Centro de Prevenção ao Câncer foram registrar a ocorrência.

Secom, com imagem divulgação.

OUTRAS NOTÍCIAS