Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Flávio Bolsonaro contra-ataca Renan e o acusa de 20 crimes

Flávio Bolsonaro contra-ataca Renan e o acusa de 20 crimes

m um possível contra-ataque às denúncias que o seu pai deve enfrentar, o senador Flávio Bolsonaro acusará Renan Calheiros, relator da CPI da Pandemia, de ter cometido 20 crimes durante os trabalhos da comissão. De acordo com a coluna do Guilherme Amado, do Metrópoles, os supostos crimes serão citados em uma representação à PGR nos próximos dias.

O relatório final da CPI foi apresentado na semana passada por Renan. O texto recomenda que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado por crimes comuns, de responsabilidade e contra a humanidade.

O argumento de Flávio para denunciar Calheiros é que o relator desrespeitou o Código Penal, a Lei de Abuso de Autoridade e o Estatuto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Ainda segundo a coluna, o filho do presidente acredita que no âmbito do Código Penal, Renan teria cometido os crimes de calúnia; difamação; injúria; perseguição; estelionato; prevaricação; violação de sigilo funcional; denunciação caluniosa; comunicação falsa de crime; coação no curso do processo; exercício arbitrário das próprias razões; e fraude processual.

O documento do gabinete de Flávio também acusou o colega de ter cometido seis crimes previstos na Lei de Abuso de Autoridade, sancionada em 2019 e que o próprio Renan ajudou a escrever.

Informações: Folha

OUTRAS NOTÍCIAS