Fiscais da Semmam apuram denúncias de areais clandestinos no município

Garimpo-ilegal-de-areia-Foto-Divulgacao-7

Fiscais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMAM) estiveram na manhã desta quinta-feira (8) apurando denúncias sobre três areais clandestinos – não possuem licença ambiental. O trabalho foi coordenado pelo Departamento de Licenciamento e Fiscalização em parceria com a Guarda Municipal.

Durante a ação não foi feito flagrante de extração e nem encontrado os responsáveis para emitir a notificação.

No entanto, em um dos areais foi observado caçambas saindo, a presença de máquinas no local e um fluxo de veículos enquanto as equipes do órgão municipal se aproximavam.

Nos outros dois areais também foi feito relatório fotográfico, sendo que um está inexplorado há algum tempo. Mas, há alguns materiais empilhados que podem ser retirados a qualquer momento.

Os areais estão localizados à margem do Rio Subaé, em Humildes, na estrada do Bom Viver e próximo à BR 324 – sentido Salvador/Feira de Santana, próximo à região da Nestlé, também em Humildes.

O diretor do Departamento de Licenciamento e Fiscalização da SEMMAM, Humberto Alves, afirma que a extração de mineral requer autorização.

“Toda exploração tem que ter autorização da Agência Nacional de Mineração. Como são atividades que requer licença ambiental também tem que ter autorização do município”, afirma.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Antônio Carlos Coelho, o relatório do Departamento de Licenciamento e Fiscalização pserá encaminhado à Polícia Federal para “investigar e instaurar inquérito para apurar as responsabilidades”.

OUTRAS NOTÍCIAS