FGV é escolhida como banca de concurso da Receita Federal

img-20200227-100737857ok

A Receita Federal escolheu a Fundação Getulio Vargas (FGV) para organizar o concurso para 699 vagas de auditor-fiscal e analista-tributário. Ambos os cargos exigem nível superior.

São 230 vagas para auditor-fiscal e 469 para analista-tributário.

Os salários são os seguintes:

  • auditor-fiscal: R$ 21.029
  • analista-tributário: R$ 11.684

O concurso público será de abrangência nacional, e as vagas poderão ser localizadas em quaisquer unidades da Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil, em todo o território nacional.

As vagas serão disponibilizadas durante o curso de formação, que é a segunda fase do concurso, e serão selecionadas pelos candidatos com base em sua classificação na primeira fase do concurso (provas objetivas e escritas).

O prazo para a publicação dos editais de abertura é de 6 meses a partir da data de publicação das portarias, ou seja, até 13 de dezembro.

Foi autorizada a redução para dois meses do prazo entre a publicação do edital e a realização da primeira prova, ou seja, os candidatos terão menos tempo para se preparar para a prova objetiva.

A data de divulgação do edital e de realização das provas, bem como da nomeação dos aprovados, não foi definida.

De acordo com a Receita Federal, as provas para ambos os cargos serão aplicadas no mesmo dia, para que os mesmos candidatos não concorram aos dois cargos, o que poderia prejudicar o preenchimento das vagas.

Últimos concursos

O último concurso para auditor-fiscal foi em 2014, para 278 vagas. O salário na época foi de R$ 14.965,44. Veja o edital e as provas anteriores do concurso.

Já para analista-tributário foram oferecidas 750 vagas em 2012. O salário na época era de R$ 7.996,07. Veja o edital e as provas anteriores do concurso.

A concorrência dos concursos da Receita chegou a passar de 200 candidatos por vaga na ocasião. Para analista, o concurso teve 93.692 candidatos (125 por vaga). No caso do auditor, a concorrência foi o dobro: foram 68.540 candidatos para 278 vagas (246 por vaga).

Concurso do INSS

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) deve escolher nos próximos dias a banca organizadora do concurso público para 1 mil vagas de técnico do seguro social, que exige nível médio de escolaridade. O salário é de R$ 6.500.

O INSS foi autorizado a reduzir o prazo entre o lançamento do edital e a prova objetiva do concurso público para dois meses, ou seja, os candidatos terão menos tempo para se preparar para o teste após tomarem conhecimento do conteúdo programático.

Os aprovados serão convocados, de acordo com a classificação, para trabalhar nas Agências da Previdência Social espalhadas pelo país.

O último edital do concurso do INSS foi lançado em dezembro de 2015 e previa 800 vagas para técnico do seguro social. Durante o prazo de validade do concurso, o então Ministério do Planejamento divulgou várias portarias autorizando nomeações dos aprovados. O salário de técnico do seguro social foi de R$ 4.886,87 na época. A organizadora do concurso foi o Cebraspe – veja o edital e as provas anteriores do concurso.

Foram 1.043.807 inscritos para as 800 vagas – 1.304 candidatos por vaga.

Fonte: G1

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS