Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Feira de Santana celebra 186 anos de história, confira algumas das curiosidades da cidade.

Feira de Santana celebra 186 anos de história, confira algumas das curiosidades da cidade.

Nesta quarta-feira (18),  Feira de Santana, celebra seus 186 anos de emancipação política.  Mas nem sempre foi assim a comemoração inicialmente acontecia no dia 16 de junho, por decisão do Governo Imperial.

 “Princesa do Sertão” assim ficou conhecida, é o segundo maior município da Bahia com mais de 600 mil habitantes, e é também a sexta maior cidade do interior do país, localizada no principal entroncamento rodoviário do Norte-Nordeste brasileiro, ficando atrás apenas de São Paulo. Tornou-se mais do que um polo industrial, e comercial, transformando-se em uma cidade cosmopolita.

“Gostei comprei” a feira se tornou a atração principal, fazendo com que o nome da cidade fosse originado justamente das feiras livres, Rui Barbosa foi o responsavel pelo “apelido” de Princesa do Sertão. O motivo seria a posição geográfica  privilegiada da região, mas Feira de Santana já teve outros “apelidos” como por exemplo: Porta Áurea da Bahia, Cidade Patriótica, Cidade Escola, Cidade Formosa e Bendita, Cidade Progresso, entre outros.

 “ To de mudança” Cerca de metade da população não nasceu na cidade, pessoas vem a Feira de santana, buscando oportunidades, o crescimento econômico e avanço na economia, continua atraindo um grande número de pessoas de todo país.

“O carnaval passou mas a festa continua com a micareta”  famosa por suas festas típicas, como a da Senhora Sant’Ana,  bumba-meu-boi, segura-a-veiá, e um dos festejos mais esperados, conhecido também como o carnaval fora de época a Micareta, que atrai uma multidão de visitantes, fomentando a diversidade e também a economia local.

A cidade também conta com monumentos históricos que dizem muito sobre a sua cultura como por exemplo a estátua do “Vaqueiro”, símbolo que representa a cidade, já que foi fundada originalmente por vaqueiros que atravessavam aquela região levando seus gados.

“Comida e bebida tô dentro” Feira de Santana também é rica em sua gastronomia, iguarias baseadas em vegetais da região, chama a atenção e a curiosidade, exemplo da feijoada com mandioca, Beiju, palma de cactus com milho, e um dos pratos típicos da cidade que acabou ganhando notoriedade foi o macarrão ao vivo, e o pão delícia que se assemelha ao pão de queijo mineiro.

 

” Ta rolando teatro, musica e museus?” Feira de Santana conta com Teatros e museus, que expõem obras de artistas locais e que recebe também obras de outros artistas. Alguns desses espaços são: Teatro do Cuca, Teatro Ângela Oliveira, Teatro da CDL, Teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim, Teatro Frei Félix De Pacatuba, entre outros. Entre os museus A Galeria de Artes Carlo Barbosa, Museu Antares de Ciência e Tecnologia, Museu Casa do Sertão, Museu Regional de Arte, Museu de Arte Contemporânea – MAC, e o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo, que é um museu de ciências, que também fala da história e cultura de Feira de Santana

   

Como vimos, Feira de Santana não para de crescer, e você gostou dessa matéria? então não deixe de compartilhar com seus familiares e amigos!

Redação: Eduarda Venezuella 

Imagens: Divulgação 

OUTRAS NOTÍCIAS