Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Fátima Bernardes critica passeio de moto de Bolsonaro no Rio

Fátima Bernardes critica passeio de moto de Bolsonaro no Rio

A apresentadora Fátima Bernardes, 58, criticou neste domingo (23) o passeio de moto realizado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Rio de Janeiro.

O ato provocou aglomeração três dias após Bolsonaro dizer ao vivo que voltou a ter sintomas da Covid-19.

“São muitas pessoas, como eu, sem entender o motivo da comemoração, a falta de empatia”, disse a apresentadora sobre o que chamou de manifestação festiva. “São muitos os que estão perplexos, tristes e até com vergonha. A falta de humanidade também dói e também mata”, escreveu ela nas redes sociais.

Fátima disse que sua postagem não é parte e sim solidária à dor das quase 500 mil famílias que “perderam seus amores nessa pandemia”.

Uma funcionária que trabalhou durante 30 anos com a apresentadora morreu vítima da Covid-19, fato revelado por ela em janeiro. No retorno ao Encontro após licença para tratar um tumor no útero, ela se emocionou ao falar sobre a perda da funcionária.

A crítica de Fátima recebeu o apoio de outros artistas, como os atores Antonio Calloni, Ícaro Silva e Carmo Dalla Vecchia e as cantoras Fafá de Belém e Teresa Cristina.

“Obrigado por sua postura. O Brasil agradece. Quem se cala é cúmplice”, disse Calloni. “Perplexo, triste, envergonhado e revoltado. Obrigado por isso, Fátima”, escreveu Ícaro.

Sem máscara, o ex-ministro da Saúde general Eduardo Pazuello também esteve presente ao lado de Bolsonaro em cima de um carro de som. A prefeitura da cidade estimou que participou do evento de 10 mil a 15 mil pessoas.

Informações: Folhapress

OUTRAS NOTÍCIAS