Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Família procura idoso desaparecido após receber atendimento em UPA

Família procura idoso desaparecido após receber atendimento em UPA

139859-3

O idoso Orlando Correia de Santana, de 67 anos, que mora na Rua Carmo Parnaíba, bairro Conceição II, está desaparecido desde o dia 28 de janeiro deste ano. De acordo com o filho Orlando Correia de Santana Júnior, o pai é conhecido como Orlandinho ou Landinho e saiu de casa no dia 26 (sexta-feira) para passar o final de semana na casa de um irmão, no Parque Getúlio Vargas.

No domingo (28), o idoso saiu sem avisar e foi até a casa de um conhecido no Ponto Central, onde passou mal e precisou ser socorrido para uma unidade de saúde.

“Ele foi passar o final de semana na residência do meu tio no Parque Getúlio Vargas. Lá, não sei se houve um desentendimento entre eles, e ele saiu no domingo sem avisar. Minha tia mandou o meu tio ir atrás, mas não conseguiu encontrar. Ele então foi parar no Ponto Central e passou mal na casa de um rapaz chamado Alex. Esse rapaz deu atendimento a ele e chamaram o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), e o levaram para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Mangabeira. Eles internaram meu pai no dia 28 e no dia 29 o liberaram, sem documento nenhum e sem acompanhante”, informou Orlando Júnior.

Ele conta que após receber alta da UPA da Mangabeira, o pai não foi mais encontrado. “Do dia 30 para 31 que eu fui saber que meu pai estava desaparecido, tinha sido internado na UPA e já não estava mais lá. A gente saiu procurando na Mangabeira, Agrovila, os locais por onde ele passou. Ele estava com uma sutura no braço, uma camisa cinza escura e o pessoal disse que ele passou por ali transtornado, fora de si, não fala coisa com coisa. Ele está muito fraco e magro, não enxerga direito, e de lá pra cá não tivemos mais notícias dele”, afirmou o filho.

Ainda de acordo com o familiar, o idoso é uma pessoa pacata e muito conhecida no bairro onde mora. Ele costumava sair um ou dois dias para a casa de parentes e amigos, mas sempre retornava. Orlando Júnior pede que quem tiver informações sobre o paradeiro do pai ligue para os números de telefones (75) 98134-2129/ 98341-2175 e 98242-5869.

OUTRAS NOTÍCIAS