Estudante assassinada durante festa recebeu ameaças e agressões do ex, apontam amigos

barbara-bessa_widelg

Suspeito de assassinar a estudante Bárbara Bessa, um homem acumula agressões à ex-companheira, além de ameaças de morte. Essas ações aconteceram como forma de tentar a convencer de que deveria reatar o relacionamento com ele. É o que indicam amigos da vítima.

“Ele ameaçava sim. Ele dizia que, se ela não voltasse para ele, a Bárbara não ficaria com mais ninguém. Dizia que ia estraçalhar o miolo dela, e também batia nela”, apontou uma pessoa próxima de Bárbara, que não teve a identidade divulgada, em entrevista ao portal g1.

Morta no último sábado (22), a estudante, de 25 anos, foi encontrada no Centro de Fortaleza. Bárbara Bessa retornava de uma festa quando foi assassinada. Inicialmente, o suspeito do crime é o ex-marido, que não aceitava o fim do casamento de dois anos.

Ainda conforme a publicação, a Secretaria da Segurança Pública indicou que a Polícia Civil analisa as motivações do caso. Os amigos de Bárbara reforçaram que, frequentemente, ela apresentava marcas de violência no corpo. 

“Por conta dele, eu não conseguia ver ela. Às vezes ela fugia dele, mas depois aparecia com mancha roxa pelo corpo. Eu só quero Justiça pela morte dela. Todos nós queremos que outras crianças não percam a mamãe e para que outras mulheres não sofram o feminicídio”, garante.

Ao ser procurada pelo ex-marido, a vítima estava dentro da casa de shows. Fora do local, eles se desentenderam e, de repente, o homem disparou tiros de arma de fogo. Agora, a jovem deixa três filhos, nenhum com o suspeito do crime. 

 
G1

 

OUTRAS NOTÍCIAS