“Estava na lombra”, admite pintor preso em flagrante por estupro

caso-estupro-pintor-mulher-bar_widelg

Um homem foi preso em flagrante após aproveitar da fragilidade de uma mulher e cometer o ato de estupro sexual. O caso aconteceu na noite deste domingo (30), em Vicente Pires, situado na Região Administrativa do Distrito Federal. O suspeito, de 30 anos, trabalha como pintor e abusou da vítima, de 28 anos.

Investigado pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), o caso teve o desfecho consolidado horas depois. Isso porque o estupro aconteceu na casa da vítima, por volta das 13h. Após passar a noite do último sábado (29) ingerindo bebida alcoólica com alguns amigos, a mulher deixou um bar ao amanhecer na companhia de um primo e do criminoso. As informações foram publicadas pelo portal Metrópoles. 

Quando chegou na própria residência, ela deitou para descansar e pegou no sono rapidamente. Em seguida, o primo da vítima deixou o local, mas o criminoso se deslocou para a cozinha. Ao acordar, a vítima notou que estava sem roupas e o pintor em cima dela, ainda conforme a publicação. 

Aparentemente surpreso com o despertar da vítima, o pintor pediu desculpas, justificou o ato dizendo que “estava na lombra”, ou seja, sob efeito de drogas, e foi embora. Posteriormente, a mulher, de 28 anos, relatou o abuso para familiares, que agiram e denunciaram o caso à polícia. Por consequência, o homem foi preso em casa e autuado por estupro de vulnerável.

Metrópoles

OUTRAS NOTÍCIAS