Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Estátua de bronze de uma mulher seminua gera debate sobre sexismo

Estátua de bronze de uma mulher seminua gera debate sobre sexismo

A estátua de uma mulher seminua levantou um debate sobre sexismo na Itália. A obra foi inaugurada no sábado, em Sapri, na província de Salerno, e retrata uma mulher vestida com um vestido transparente. O ex-primeiro-ministro Giuseppe Conte participou da cerimônia.

A escultura feita por Emanuele Stifano é uma referência ao poema La Spigolatrice di Sapri (O Respigador de Sapri), escrito pelo poeta Luigi Mercantini, em 1857. Os versos são baseados na história de uma expedição fracassada de Carlo Pisacane contra o Reino de Nápoles. No poema, Pisacane se apaixona pela mulher retratada na peça esculpida em bronze.

— A estátua recém-inaugurada em Sapri e dedicada a Spigolatrice é uma ofensa às mulheres e à história que deveria celebrar. Mas como as instituições podem aceitar a representação das mulheres como um corpo sexualizado? O machismo é um dos males da Itália — escreveu Laura Boldrini, deputada do Partido Democrata, de centro-esquerda.

OUTRAS NOTÍCIAS