“Esse é o destino de quem vota no PT”, Diz Bolsonaro sobre política da Venezuela

Brazilian President Jair Bolsonaro speaks during the announcement of support measures to philanthropic hospitals in the fight against the novel coronavirus disease, COVID-19, at Planalto Palace in Brasilia, on March 25, 2021. - Brazil's death toll in the coronavirus pandemic surpassed 300,000 on March 24, as a deadly surge that has pushed hospitals to the brink made it the second country after the United States to pass the bleak milestone. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Brazilian President Jair Bolsonaro speaks during the announcement of support measures to philanthropic hospitals in the fight against the novel coronavirus disease, COVID-19, at Planalto Palace in Brasilia, on March 25, 2021. - Brazil's death toll in the coronavirus pandemic surpassed 300,000 on March 24, as a deadly surge that has pushed hospitals to the brink made it the second country after the United States to pass the bleak milestone. (Photo by EVARISTO SA / AFP) (Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a criticar o regime político da Venezuela e criticou o ex-presidente Lula (PT), seu principal adversário na corrida presidencial deste ano. O presidente ainda pontuou os problemas venezuelanos e disse que Lula os apoiou.

Em vídeo publicado no Twitter, Bolsonaro aparece ao lado de uma mulher, supostamente venezuelana, e inicia às críticas aos governos de Hugo Chaves e Nicolás Maduro. “Tá do meu lado aqui uma venezuelana fugindo do país mais rico do mundo em petróleo pra cá”, disse, apresentando a mulher.

Em seguida, a mulher, que não teve o nome revelado, alertou os brasileiros a não acreditarem no comunismo e nem no socialismo. “Não tem ideia do que significa um governo comunista, socialista. É falso, não creiam nisso”, disse.

Em seguida Bolsonaro fala sobre a fome que os venezuelanos atravessam e diz que “Esse é o destino de quem vota no PT”, partido do ex-presidente Lula. Chegam em média 15 quilos mais leves, fugindo da fome, da violência e da miséria. Chaves e Maduro, apoiados por Lula para ser presidente lá. Transformou o país em uma misério. Um povo que está mais pobre do que um haitiano. Esse é o destino de quem vota no PT”, afirmou. 

Fonte: bnews.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS