Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Esposa de Lázaro questiona ação da polícia: ‘Se quisessem prender, davam tiro na mão ou na perna’

Esposa de Lázaro questiona ação da polícia: ‘Se quisessem prender, davam tiro na mão ou na perna’

A esposa do serial killer baiano Lázaro Barbosa acredita que o marido não tinha munição suficiente para trocar tiros com a polícia e que ele foi executado ao invés de capturado. Helen tem uma filha com o criminoso e disse, em entrevista à TV Record, que se as forças policiais quisessem realmente prender Lázaro, teria dado um tiro na mão que estava com a arma ou nas pernas, a fim de imobilizá-lo.

A jovem criticou as pessoas que estão julgando a sua família e comemorando a morte do serial killer. “Nosso menino partiu da pior forma. Queria que explicassem por que o covarde do policial bateu no meu rosto, já que tem a justificativa que matou Lázaro porque ele reagiu […] Não estou mais à disposição da polícia. Quero que me deixem em paz”, avisou Helen.

Ameaçada de morte por causa dos crimes cometidos pelo marido, ela destacou que tem pedido forças a Deus para seguir vivendo depois de tantas tragédias e ainda não sabe como contará para a filha o destino do pai. “Deixo pra prolongar esse pensamento. Não sei nem o que falar. Tento passar o que o pai foi pra ela. É um momento muito difícil pra nós, assim como foi para as vítimas. Ele era uma pessoa maravilhosa com a gente”, acrescentou a esposa.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS