Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Escolas da rede municipal de Feira de Santana não começam ano letivo presencial por falta de funcionários e merenda

Escolas da rede municipal de Feira de Santana não começam ano letivo presencial por falta de funcionários e merenda

Ao menos 10 escolas da rede municipal de Feira de Santana, não começaram o ano letivo nesta segunda-feira (21), de forma presencial, como estava previsto.

De acordo com os pais de alunos e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado da Bahia (APLB), os motivos foram a falta de funcionários e merenda escolar.

Na Escola Municipal Professor Otávio Mansur de Carvalho, no bairro São João, o ano letivo começou com os portões fechados. Solange dos Santos, mãe de Eduarda, de 5 anos, foi levar a filha para estudar e encontrou o local trancado.

“Sem previsão de aula. Como estava tudo parado, eles não sabiam nem quando ia começar a funcionar”, contou.

Alguns professores da escola até foram trabalhar, mas de acordo com a APLB, o local não oferece condições de ensino de qualidade.

Em meio a sorrisos, mais de 48 mil estudantes retornam às aulas na Rede  Municipal

“Não iniciou por falta de professores. Aqui precisa de, por turno, cinco professores e só tem três. Não tem funcionário para merenda, não tem funcionária para limpeza”, disse a presidente da APLB, Marlede Oliveira.

“Então tem a falta de professores e a falta de funcionários. Várias escolas que nós visitamos nessa manhã não tem merenda, não tem professores, não tem funcionários”, contou.

Pais de alunos da Escola Oscar Damião, no bairro Mangabeira, fizeram manifestação na Avenida Ayrton Sena. Na Creche Municipal Maria de Lourdes, no Três Riachos, não havia funcionários e merenda.

“Alimentação escolar está sendo distribuída até porque alimentos perecíveis não podem chegar com muita antecedência porque tem prazo de validade. Os professores são pagos com os salários dentro da tabela estabelecida pelo município”, afirmou a secretaria de Educação de Feira de Santana, Anaci Paim.

Informações: G1

OUTRAS NOTÍCIAS