Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Em carta enviada a Bolsonaro, Associação dos Delegados pede autonomia da PF

Em carta enviada a Bolsonaro, Associação dos Delegados pede autonomia da PF

Dois dias após a  saída do MInistro da Justiça Sérgio Moro sob acusação de interferência do presidente da República, Jair Bolsonaro na Polícia Federal, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) encaminhou no domingo (26) uma carta pública ao presidente pedindo  autonomia financeira para a PF, poder de decisão da equipe e o estabelecimento de um mandato para o diretor-geral da instituição. De acordo com a entidade, a adoção das medidas contribuirá para a “dissipação de dúvidas” sobre as intenções de Bolsonaro em relação à Polícia Federal.

A ADPF também apresenta explicações sobre a prerrogativa para a nomeação do diretor-geral da PF.  “Provavelmente se as premissas e esclarecimentos acima tivessem sido compreendidos e corrigidos os possíveis entraves de comunicação entre vossa excelência e a Polícia Federal, os fatos que presenciamos nesta semana não teriam ocorrido e não estaríamos vivenciando as circunstâncias atuais. Da maneira como ocorreu, há uma crise de confiança instalada, tanto por parte de parcela considerável da sociedade, quanto por parte dos delegados de Polícia Federal, que prezam pela imagem da instituição. Nenhum delegado quer ver a PF questionada pela opinião pública a cada ação ou inação. Também não quer trabalhar sob clima de desconfianças internas”.

Com informações do G1

OUTRAS NOTÍCIAS