Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Eleitores dizem que TRE nega título para evitar “voto em Bolsonaro”

Eleitores dizem que TRE nega título para evitar “voto em Bolsonaro”

Um vídeo que circula pelo WhatsApp mostra dois homens e uma mulher reclamando de falta de atendimento no Cartório da 13ª Zona Eleitoral, em Samambaia, no Distrito Federal, nesta segunda-feira (2/5). Nas imagens, um dos homens relata que os servidores se recusaram a atender “para que não se vote no presidente [Jair] Bolsonaro“. “Está sendo negado o povo tirar o Título de Eleitor [sic]”, afirma. O Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) refuta a acusação.

O homem que aparece no vídeo fala que a justificativa dada pelos servidores foi de que a internet caiu. Em seguida, aponta para outro morador e diz que ele “está há duas semanas tentando regularizar e não consegue”. E a mulher afirma que tenta regularizar o título desde janeiro. O trio não foi identificado.

Assista ao vídeo:

O TRE-DF esclareceu à coluna que houve instabilidade no sistema gerenciado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em função do grande número de acessos a nível nacional, mas, no fim da manhã desta segunda-feira, o sistema eletrônico voltou ao normal.

O órgão destacou que o atendimento presencial nos cartórios eleitorais só ocorre por meio de agendamento, para resolver casos pontuais ou para atendimento de pessoas sem acesso à internet. Todos os serviços estão disponíveis na internet e podem ser feitos de forma remota pelo próprio cidadão, segundo o TRE-DF.

Por meio do autoatendimento, disponível no site oficial do TRE-DF, é possível emitir, regularizar ou atualizar o Título de Eleitor. Acaba nesta quarta-feira (4/5) o prazo para que o cidadão fique em dia e possa votar nas eleições de 2022.

Entenda a briga entre Bolsonaro e o Tribunal Superior Eleitoral:

OUTRAS NOTÍCIAS