Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Durante campanha, não há necessidade de agendar pela Central de Regulação exame preventivo de câncer

Durante campanha, não há necessidade de agendar pela Central de Regulação exame preventivo de câncer

campanha-de-prevencao-novembro-azul-2016_952297

No período das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, em curso, não há necessidade de o cidadão agendar os exames preventivos contra o câncer (mama e próstata) através da Central Regulação. A informação é da referência técnica da mulher na Secretaria Municipal de Saúde, Alessandra Magalhães. A medida busca facilitar para que mulheres e homens possam fazer a avaliação anual. O acesso o quanto antes aos serviços de saúde contribui para o diagnóstico precoce, que é fundamental para o êxito do tratamento.

Contudo, diz Alessandra, as pessoas devem comparecer aos locais onde são prestados os serviços com os documentos pessoais, o cartão do SUS e a guia amarela preenchida pelo médico ou enfermeiro da sua unidade de referência – além do SISMAMA, no caso das mulheres.

Os exames laboratoriais estão sendo feitos nos laboratórios credenciados ao SUS. As mulheres, na faixa etária de 50 a 69 anos, fazem a  mamografia no Hospital Dom Pedro de Alcântara (HDPA), no Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI) e no Ceparh (Centro de Pesquisa em Reprodução Humana).  Já os homens, na faixa etária de 50 a 75 anos, poderão fazer a coleta sanguínea para o exame de PSA também em um dos laboratórios credenciados ao SUS. Caso o resultado apresente alteração, eles serão encaminhados para o HDPA.

Nestes dois meses, a Secretaria de Saúde está intensificando as ações de promoção da saúde da mulher quanto do homem que já são feitas cotidianamente. É importante que eles compareçam até uma unidade de saúde para que sejam solicitados os exames de rotina, bem como a mamografia (mulheres) e PSA (homens). As ações terão continuidade até o final do mês. Enquanto isso, os profissionais de saúde nas unidades também estão focados na realização de atividades educativas, através de palestras.

Foto | Reprodução/Secom

OUTRAS NOTÍCIAS