Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Dono de motel descobre traição e mata funcionário com tiro nas costas

Dono de motel descobre traição e mata funcionário com tiro nas costas
A necrópsia do corpo de Daniel Ricardo da Silva confirma que ele foi atingido por três tiros nas costas disparados por Dhaubian Braga Brauioto Barbosa, de 57 anos, no domingo (31/10), em Marília, interior de São Paulo. Barbosa é dono do Motel Fênix, local do assassinato e onde Silva trabalhava.

Dhaubian Braga Brauioto Barbosa, que é coronel aposentado da Polícia Militar, teve a prisão temporária decretada na quinta-feira (4/11). Ele alega que fez os disparos no motel, localizado na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em legítima defesa.

“A motivação foi passional. A vítima mantinha um relacionamento com a esposa do oficial, o que ficou comprovado inclusive no depoimento dela, que também é policial militar”, afirmou o delegado seccional Wilson Frazão ao G1. Ainda segundo a polícia, Daniel foi atingido pelos tiros quando chegava para trabalhar no motel na manhã de domingo (31/10).

Crime passional

Segundo o delegado, após descobrir o relacionamento entre sua mulher e o funcionário, o dono do motel procurou Daniel que também estaria armado. O funcionário, de acordo com o suspeito, teria esboçado reação de sacar a arma e então o coronel aposentado da PM teria atirado.

A arma usada no assassinato ainda não foi encontrada, embora o dono do motel alega ter deixado o item no local. “Ao lado do corpo havia uma arma da PM, mas que é da esposa do suspeito, também policial militar. No entanto, nada indica que essa arma foi ou estivesse sendo utilizada pela vítima”, afirmou o delegado seccional. A polícia continua buscando provas.

O dono do motel suspeito de assassinato prestou depoimento na quarta-feira (3/11), na Central de Polícia Judiciária de Marília. Na quinta-feira (4/11), em audiência de custódia, a Justiça confirmou a prisão temporária, por 30 dias, de Dhaubian Braga Brauioto Barbosa. O coronel aposentado da PM foi levado para o presídio militar Romão Gomes, em São Paulo.

Informações: Metrópoles

OUTRAS NOTÍCIAS