Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Dono da Havan é detido ao tentar abrir loja e promover aglomeração

Dono da Havan é detido ao tentar abrir loja e promover aglomeração

O empresário Luciano Hang, dono da rede varejista Havan, foi detido pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul no aeroporto de Pelotas, após provocar aglomeração durante protesto pela reabertura total de sua loja na cidade. O município é classificado pelo governo estadual como risco altíssimo de contágio pelo novo coronavírus. Apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Hang transmitiu sua detenção nas redes sociais. Ele assinou um auto de infração e foi liberado.

“Imagina, em pleno mês de dezembro, fecharam a cidade de Pelotas. Não funciona restaurantes, bares, hotéis, comércio, está tudo fechado”, conta. “Eu faço uma manifestação em prol do emprego, do desenvolvimento, aí vou embora, tem dez pessoas aqui me esperando para pegar uma assinatura”, diz ele no vídeo.

Na última sexta-feira (11), o Rio Grande do Sul classificou as regiões de Bagé e Pelotas, no sul do estado, com a bandeira preta do plano estadual de contingência do novo coronavírus, indicando risco altíssimo de infecção por Covid-19.

OUTRAS NOTÍCIAS