Dois policiais e dois suspeitos morrem em Salvador após perseguição e roubo com refém

b2ap3_large_WhatsApp-Image-2023-09-28-at-07.27.29

Após uma dupla roubar um carro de aplicativo e fazer o motorista refém, perseguição policial no bairro do IAPI, em Salvador, termina com o saldo de dois policiais militares mortos e dois suspeitos, na noite desta quarta-feira (27). O policial militar, do Batalhão Gêmeos, Marcelo Santana, morreu enquanto tentava conter o suspeito de cometer o assalto. Já o PM, Anderson de Sousa Santana, estava de folga, em um bar da localidade, e ao ver o colega dando de voz para o suspeito se render, acreditando se tratar de um assalto, sacou a arma e iniciou uma troca de tiros. Os dois PMs e o suspeito foram baleados.

O soldado Santana, buscando chegar logo ao local, segundo a corporação, foi de mototáxi para o bar, que fica na Rua Astrozildo Sepúlveda.

O criminoso utilizava tornozeleira eletrônica. Ele, que não teve a identidade revelada e o policial Anderson, que também era do Batalhão Gêmeos, morreram no Hospital Ernesto Simões. Já o soldado Marcelo foi encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas também não resistiu aos ferimentos.

O outro suspeito morreu no local, segundo a Polícia Militar, em uma troca de tiros ocorrida anteriormente.

Ainda, conforme nota da a PM, tudo ocorreu por volta das 19h30 de ontem, quando os policiais militares faziam monitoramento contra roubo de ônibus na região da Avenida San Martin e notaram um motorista de um Siena branco em atitude suspeita.

Em um carro despadronizado, os policiais passaram a seguir o veículo à distância, pedindo apoio de uma equipe padronizada do próprio Batalhão para fazer a abordagem.

Os suspeitos notaram que eram seguidos e acabaram batendo no fundo de um ônibus na ladeira do IAPI. Logo após o acidente, dois homens saíram do carro correndo para direções diferentes. Um homem ficou, se identificou como motorista de aplicativo e contou que tinha sido vítima de assalto e levado pelos bandidos junto com o carro.

Os PMs seguiram na busca dos suspeitos. Já na região da Santa Mônica, pediram apoio da equipe da Rondesp BTS. Com a aproximação dos policiais, houve troca de tiros com um dos suspeitos, que foi baleado e morreu no Hospital Ernesto Simões Filho.

A Polícia Militar lamentou as mortes e disse que um inquérito será instaurado e as circunstâncias do ocorrido serão apuradas. “Neste momento, a Polícia Militar acompanha e presta todo apoio às famílias dos policiais militares através do Departamento de Promoção Social (DPS) da Corporação”.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) diz que se solidariza com as famílias dos dois PMs e informa que a Polícia Civil iniciou a investigação coletando depoimentos de testemunhas e buscando possíveis imagens de câmeras da região. Ressalta ainda que as perícias solicitadas ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) auxiliarão na apuração da dinâmica do caso.

O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Folha do Estado

OUTRAS NOTÍCIAS