Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Diretor do Hospital de Campanha alerta para colapso diante das festas de fim de ano

Diretor do Hospital de Campanha alerta para colapso diante das festas de fim de ano

A proximidade das datas festivas de fim de ano acende um alerta para o Hospital de Campanha de Feira de Santana. Nesta segunda-feira (21), dos 18 leitos de UTI destinados a tratamento do novo coronavírus, 16 estão ocupados, taxa de 88,8% de ocupação.

Segundo o diretor técnico do hospital, Francisco Mota, é provável que até o final desta mesma segunda já não haja vagas na unidade. Assim como no pós-São João, o pós-Natal e pós-Ano Novo podem colapsar o sistema de saúde.

“O pico dos casos de São João foi depois de cerca de 15 dias. Na ocasião, a gente esteve perto da saturação completa. Isso pode acontecer agora. Porque, veja só, nós já estamos começando a semana com quase todas os leitos ocupados”, disse.

Mota lembra que os casos de internações na UTI levem em média de 15 a 20 dias. Como não houve aumento de leitos, a situação já trouxe baixas. No fim de semana passado, dois pacientes com Covid-19 morreram porque não havia vagas disponíveis.

O diretor do hospital fez um apelo para a não realização de aglomerações nos próximos dias.

“A população precisa evitar essas confraternizações. Essas coisas não cabem agora”, afirmou.  Neste domingo (20), Feira de Santana registrou mais 285 casos de Covid-19, o que elevou o número total de registros para 18.686, com 323 mortes provocadas.

Informações Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS