Dilma chega a Feira de Santana para cumprir seus compromissos como presidente

Dilma chega a Feira de Santana para cumprir seus compromissos como presidente

34398-3

A presidente Dilma Rousseff, acompanhada de ministros e de assessores, chegou há pouco na casa de shows Estação da Música, em Feira de Santana. Esse é o primeiro compromisso dela na cidade, como presidente.

Dilma veio a Feira de Santana para  participa da entrega de máquinas agrícolas para trabalhadores rurais de cerca de 200 municípios da Bahia. A entrega está sendo feita a prefeitos e representantes dos municípios.O prefeito José Ronaldo de Carvalho foi o primeiro a se pronunciar. Ele destacou a importância de Dilma na cidade e os investimentos do Governo Federal, como o Programa Minha Casa, Minha Vida.

“Com muito prazer que recebemos a senhora presidente em Feira de Santana, ao lado de ministros e assessores, para assinar ordens de serviço, licitações públicas, entregar equipamentos. Enfim, um dia importante não só para Feira, mas para outros municípios da Bahia que se fazem aqui representados”, afirmou.

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, informou que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2) tem o objetivo de entregar equipamentos para que as prefeituras possam melhor realizar os trabalhos. Segundo ele, com a entrega das máquinas realizada nesta terça (29/04), o governo federal está totalizando a entrega de 1.686 máquinas para os municípios da Bahia.

“Estamos aqui hoje dando continuidade à implantação do PAC – 2 com mais equipamentos. Vamos entregar 228 máquinas para 190 municípios da Bahia. Esse programa está assegurando apoio real para 95% das cidades baianas. Esses equipamentos são doados gratuitamente aos municípios, para que eles possam responder melhor às necessidades da sua comunidade. Estamos investindo 452 milhões de reais neste programa só aqui na Bahia”, informou.

Além de receber as máquinas, os municípios receberão, ainda, segundo o secretário, a capacitação, de forma gratuita, daqueles que irão operar os equipamentos para garantir o bom funcionamento. “Queremos que com essas máquinas sejam melhoradas as estradas vicinais, melhore o escoamento da produção e estimule a boa produção de alimentos a partir dos agricultores familiares. Queremos que essas máquinas sejam conhecidas como instrumento da prosperidade e da felicidade das comunidades”, destacou.

Daniela Cardoso

OUTRAS NOTÍCIAS