Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Desembargador que humilhou guardas municipais pede desculpas: “Me exaltei desmedidamente”

Desembargador que humilhou guardas municipais pede desculpas: “Me exaltei desmedidamente”

O desembargador Eduardo Siqueira, filmado no último fim de semana humilhando um guarda municipal que o abordou por estar caminhando sem máscara, divulgou nesta quinta-feira (23) uma nota pública em que pede desculpas por sua atitude.

A reação do magistrado durante a abordagem virou alvo de investigação do Tribunal de Justiça de São Paulo, mas o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu assumir o caso e intimou Siqueira para se explicar sobre o vídeo. O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, afirmou que a ação do desembargador causou “um enorme desgaste à imagem do Poder Judiciário”.

Confira abaixo a nota de Siqueira na íntegra:

“Nos últimos dias, vídeos de incidentes ocorridos entre mim e guardas municipais de Santos têm motivado intenso debate na mídia e nas redes sociais, com repercussão nacional.

Realmente, no último sábado (18/07) me exaltei, desmedidamente, com o guarda municipal CÍCERO HILÁRIO, razão pela qual venho a público lhe pedir desculpas.

Minha atitude teve como pano de fundo uma profunda indignação com a série de confusões normativas que têm surgido durante a pandemia – como a edição de decretos municipais que contrariam a legislação federal – e às inúmeras abordagens ilegais e agressivas que recebi antes, que sem dúvida exaltam os ânimos.

Nada disso, porém, justifica os excessos ocorridos, dos quais me arrependo. O guarda municipal CÍCERO HILÁRIO só estava cumprindo ordens e, na abordagem, atuou de maneira irrepreensível.

Estendo as desculpas a sua família e a todas as pessoas que se sentiram ofendidas.

Atenciosamente,

Eduardo Almeida Prado Rocha de Siqueira.”

OUTRAS NOTÍCIAS