Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Dedé Santana revela detalhes de sua demissão da Globo e dispara: “Foi covarde”

Dedé Santana revela detalhes de sua demissão da Globo e dispara: “Foi covarde”

Dedé Santana fez novas revelações contando detalhes sobre como foi demitido da Rede Globo. O humorista falou que a forma como tudo aconteceu foi “covarde” e bastante diferente dos métodos adotados pela emissora carioca quando está em fase de contratação.

Durante uma entrevista ao site da Heloisa Tolipan, o Dedé Santana contou que, na hora de demonstrar interesse para contratar um artista, a Globo convida para almoçar. Na hora da demissão, porém, ele recebeu um telegrama dizendo que ele deveria comparecer à sede da empresa, porque seria desligado.

“Eu fui um dos primeiros que eles dispensaram e de uma maneira feia. Foi covarde, porque para contratar eles te chamam, conversam, levam para almoçar. Agora, na hora de mandar embora… eu recebi um telegrama no dia 23 de dezembro dizendo para ir lá que eu estava fora. Você imagina o Natal que eu passei”, revelou Dedé Santana.

“A Globo fez muito pelos ‘Trapalhões’, mas nós também fizemos muito pela Globo, nós demos o sangue lá dentro e na época eles foram muito legais. Mas a maneira que fizeram comigo foi muito covarde. O Boni [José Bonifácio de Oliveira Sobrinho] faz falta”. Disse Dedé Santana.

 “Eles podiam ter me segurado, falado: ‘Olha, vamos diminuir o salário’. Meu salário nunca foi milionário, que eu nunca fiz muita questão. Eu faço mais questão de ver o que eu vou fazer do que o que vou ganhar. Se eu gostar do projeto, não olho o salário”, completou Dedé Santana.

Recentemente, Dedé Santana falou com riqueza de detalhes sobre o patrimônio conquistado por seu antigo colega ao longo da carreira. Durante uma entrevista ao podcast Flow, o comediante contou que não conseguiu uma grande fortuna com o seu trabalho nos palcos, ao contrário do eterno Didi.

“Eu sou esse tipo de artista: você me convida para um trabalho e eu não quero saber quanto eu vou ganhar. Eu podia estar milionário como o Didi”, contou Dedé Santana. “Ele é arquimilionário, na verdade. Para mim, arquimilionário é quem tem no mínimo 30 milhões no banco”, apontou.

“Não é o meu caso. Primeiro, eu perguntava o que eu ia fazer, se eu ia gostar ou não. Depois, eu queria saber quanto eu ia ganhar”, detalhou. Dedé Santana afirmou que brigou muito com Renato Aragão nos bastidores de Os Trapalhões, exibido entre 1974 e 1995. “A gente brigava muito, mas muito mesmo, mas sempre por causa de trabalho. E, na maioria das vezes, ele estava certo. Renato é muito inteligente”.

Fonte: AARONTURA

OUTRAS NOTÍCIAS