De mãos dadas com a esposa, Michelle Bolsonaro, o presidente entrou no estádio do Maracanãzinho e se emociona com discurso da esposa

jair_bolsonaro_2_widelg_XMfvL1Z_widelg

A convenção do PL, que consagrou a candidatura a reeleição presidente Jair Bolsonaro, foi marcada por ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF), críticas ao ex-presidente Lula, convocação ao 7 de Setembro e muitas lágrimas.

De mãos dadas com a esposa, Michelle Bolsonaro, o presidente entrou no estádio do Maracanãzinho, local da convenção, emocionado. “Todo dia, quando me levanto, eu tenho uma rotina. Dobro meus joelhos e rezo um Pai Nosso. Peço que o povo brasileiro nunca experimente as dores do comunismo. Peço força para resistir e coragem para decidir. Por vezes, tento entender como cheguei até aqui. Neste país, quando acreditamos, os nossos sonhos tornam-se realidade”, disse Bolsonaro.

Durante discurso, a primeira-dama disse que o marido dorme angustiado e fez comparações entre eleição e os mandamentos da bíblia levando Jair Bolsonaro às lágrimas. “Não é fácil estar do outro lado. A reeleição é por um projeto de poder e sim por um propósito de libertação, de cura para o Brasil. Declaramos que o Brasil é do Senhor. Deus fala que quando um justo governa uma nação o povo de alegra, mas quando o injusto governa o povo geme”, disse. 

O evento do PL ocorre a menos de três meses da eleição. Marcaram presença no palco candidatos, parlamentares e aliados, como o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) –que foi ovacionado por bolsonaristas. O chefe do Executivo está em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Lula.

Fonte: bnews.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS