“De feia não podem mais me chamar”: Linn da Quebrada fala sobre o processo pós cirurgia e autoestima

linndaquebrada_296802298_108910411838304_6807444387389508647_n

Linn da Quebrada conta que se submeteu à cirurgia de feminilização mais pelo desejo de mudança do que pensando no resultado final. A cantora relembra a sensação de não saber como ficaria o seu rosto após o procedimento e de como isso fez com que ela pensasse na potência do corpo humano de se curar. 

“Eu busquei essa cirurgia não pelo resultado que ela teria, mas pelo encontro com a mudança, pelo desejo de cirurgicamente me modificar. Lógico que nesse processo eu passei por muita sensações. Inclusive pela sensação de não saber o que eu me tornaria. Mas estou me encontrando comigo e com a surpresa de perceber como o corpo ele se transforma, como o corpo é potente, como ele é forte, como ele se recupera, como ele inflama para curar”, analisou Linn. 

 

Linn da Quebrada (Foto: Gabriel Renné / Reprodução / Instagram)

Linn da Quebrada (Foto: Gabriel Renné / Reprodução / Instagram)

Apesar de não ter focado no resultado, a cantora afirma que suas expectativas foram superadas: “Lógico que mexe com a nossa autoestima. Não acho que tenha algo que envolva o nosso corpo que não vá mexer com a nossa autoestima de alguma maneira. Que não vá modificar o modo como a gente se olha no espelho. De feia não podem mais me chamar. Eu queria ficar bonita, mas fiquei maravilhosa”. 

 

Fonte: revistaquem.globo.com

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS